Pedro Morais Soares exige "mais Patrulhamento de Proximidade" nas praias de Cascais e Estoril

Após os incidentes que ocorreram no passado fim-de-semana na Praia do Tamariz, no Estoril, o presidente da Junta de Freguesia referiu que todas a semanas têm alertado para "um Patrulhamento de Proximidade".

Dois jovens de 16 anos foram esfaqueados, no sábado à tarde, numa rixa que envolveu dezenas de pessoas na praia do Tamariz, tendo sido assistidos na enfermaria da praia, tendo depois sido transportados ao hospital de Cascais.

O presidente da União das Freguesias Cascais e Estoril, na sua página de Facebook, lamentou e "repudiou os acontecimentos" que ocorreram na Praia do Tamariz, onde duas pessoas foram esfaqueadas numa rixa de pessoas fora do concelho de Cascais.

Pedro Morais Soares sublinhou que "temos vindo a alertar para a necessidade de Patrulhamento de Proximidade no Paredão, e em especial na Praia do Tamariz e na Praia da Conceição uma vez que os desacatos têm sido constantes".

O dirigente defende que "apenas um patrulhamento efectivo e presencial da PSP consegue dissuadir e garantir a protecção de todos". Embora compreendam as dificuldades da PSP, devido à pandemia, "não percebemos e não entendemos os motivos de tal patrulhamento não ser feito, e ter sido abandonado".

Morais Soares salienta que nem a Junta de Freguesia, nem a Câmara Municipal de Cascais "dispõem de competências em matéria de segurança pública", no entanto há bastante tempo que avisam que isto podia acontecer".

O responsável pela Junta de Freguesia concluiu exigindo "mais coordenação do Comando da Divisão da PSP e mais Patrulhamento de Proximidade, bem como um reforço dos meios efectivos em Cascais e no Estoril".

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade