Na Nazaré curiosos "foram colhidas por uma onda e projectadas contra as pedras"

Na escadaria do Forte de São Miguel, na Nazaré, foram hoje (12 de Novembro) colhidas por uma onda gigante quatro pessoas que desrespeitaram a sinalização.

 

As quatro vítimas ligeiras "sofreram escoriações e uma delas uma fratura na cabeça quando foram colhidas por uma onda e projetadas contra as pedras", disse à agência Lusa o comandante da Capitania do Porto da Nazaré.

O acidente, registado cerca das 14:00, deveu-se ao facto de as quatro pessoas "terem descido as escadarias que circundam o Forte de S. Miguel, desrespeitando a sinalização de proibição e colocando-se numa situação de grande perigo, num dia de forte ondulação que as podia ter projetado contras as rochas", explicou Paulo Gomes Agostinho.

As vítimas, dois homens e duas mulheres com cerca de 30 anos, de nacionalidades portuguesa, alemã e brasileira, foram "logo ajudadas por outros populares e depois transportadas ao Hospital de Alcobaça para receberem tratamento", explicou o Comandante da capitania.

Paulo Gomes Agostinho alertou que "o perigo de aceder àquela zona está sinalizado, com uma placa de proibição de acesso ao local", muitas vezes "batido por ondas entre os 10 e os 15 metros".

Além dos ferimentos sofridos, as quatro vítimas foram identificadas pela Polícia Marítima e, de acordo com Paulo Gomes Agostinho, "incorrem numa contraordenação que pode chegar aos 300 euros".

O oficial lembrou que "as condições de grande ondulação vão manter-se durante os próximos dias" e apelou para que "as pessoas que visitam o local evitem colocar-se próximo dos limites das arribas" e na escadaria do Forte.

No local esteve uma ambulância dos bombeiros da Nazaré e uma patrulha da Polícia Marítima.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade