AHRESP defende uma criação de conta-corrente entre os contribuintes e a Segurança Social

por: António Manuel Teixeira
AHRESP defende uma criação de conta-corrente entre os contribuintes e a Segurança Social
O Turismo PT

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu a criação de conta-corrente entre os contribuintes e a Segurança Social, de modo a que seja permitido utilizar créditos para liquidar dívidas. 

O comunicado enviado às redações refere: "Considerando a importância da regularização da situação contributiva para o acesso a vários mecanismos de apoio e financiamento, a AHRESP defende que seja implementado um sistema de conta-corrente entre os contribuintes singulares e pessoas coletivas e a Segurança Social, permitindo a utilização dos créditos para liquidação de dívidas a este instituto". 

A Associação considera que durante a pandemia foi "notória a dificuldade da Segurança Social em analisar e acertar as conta-correntes das empresas, situação exacerbada pelas graves dificuldades de contacto dos empresários e particulares com este instituto. Sendo a regularização da situação contributiva uma prioridade, muitas empresas vêm-se forçadas a liquidar dívidas de origem desconhecida ou indevida". 

A AHRESP considera "essencial que o funcionamento da Segurança Social seja otimizado, de forma a garantir capacidade de resposta em tempo útil, sem exigir pagamentos às empresas quando estas têm créditos a receber ou se encontram em processo de reclamação de dívida que aguarde análise por parte da Segurança Social".

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade