Linhas de Cascais e Porto poderão usufruir das verbas de PT2030

Linhas de Cascais e Porto poderão usufruir das verbas de PT2030
Logística e Transportes Hoje

Sobre a manchete do Público de 17/11, "O Governo falha prazos do Ferrovia 2020 e projetos derrapam para depois de 2023", é divulgado um esclarecimento de imprensa.

O Plano Ferrovia 2020 é um plano ambicioso de investimento de cerca de dois mil milhões de euros, que está em curso e que irá ser concluído na íntegra.

Apesar da complexidade de alguns projectos e dos constrangimentos de várias naturezas, que são geradores de atrasos que a Infraestruturas de Portugal tenta minimizar, mas não consegue eliminar, não há nenhum projecto que tenha sido abandonado ou tenha saído do plano Ferrovia 2020.

Existem, efectivamente, obras já concluídas, como a Linha do Minho ou a Linha da Beira Baixa, e apenas um ou dois projectos que estão a ser finalizados e cujo concurso para obra será lançado muito em breve - tudo o resto está já em fase de obra. O Gabinete do Ministro das Infraestruturas e da Habitação afirma que "não será perdido um cêntimo do Quadro financeiro Plurianual PT2020."

Todas as obras que sejam feitas a partir daqui já são financiáveis pelo PT2030, desta forma, prevê-se alocar alguma dessa verba a projectos que estão já em curso e que fazem parte do programa do Ferrovia 2020. Desta forma, poder-se-ão aproveitar oportunidades de aumentar as taxas de financiamento, bem como dar mais flexibilidade à gestão financeira dos empreendimentos, reduzindo os riscos de execução.

Esclarece-se por isso que as obras referidas na peça, como a modernização das linhas de Cascais e Douro não deixarão de ser financiadas pelo PT2020 como previsto. Simplesmente poderão também já usufruir de verbas do PT2030.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade