Greve no SEF. Governo decreta requisição civil

Governo decretou esta quinta feira a requisição civil dos inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) nos aeroportos


Conhecida a paralisação marcada para Junho, o Governo decidiu esta quinta-feira decretar requisição civil dos inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) nos aeroportos anunciou o ministro da Administração Interna.

    "O Conselho de Ministros de hoje decidiu proceder à requisição civil dos trabalhadores da área da investigação e fiscalização do SEF nos aeroportos", disse Eduardo Cabrita no parlamento no decorrer de um debate sobre a reestruturação do SEF “marcado a propósito de um projecto de resolução do CDS-PP”.

O ministro esclareceu que a requisição civil já tinha sido solicitada pelo Governo Regional da Madeira e pela generalidade de autarcas de áreas turísticas "como preocupação de segurança nacional".

O Sindicato dos Inspectores de Investigação, Fiscalização e Fronteira do SEF marcou um ciclo de greves para Junho, com início da próxima semana discordando da decisão "de extinguir o SEF".

Eduardo Cabrita considerou "absolutamente inaceitável e irresponsável a greve" que está anunciada por um dos sindicatos do SEF.

  
  "A greve é um grave atentado à segurança nacional, é inaddmissível num quadro de uma situação de calamidade em que cabe também ao SEF verificar as condições de segurança sanitária, designadamente se os cidadãos que chegam a Portugal têm ou não os testes de diagnósticos de covid-19",salientou aquele dirigente.


E continuando lembra, a greve "é algo que atenta também à expectativa de recuperação da economia nacional".

 

  Costa afirma que país não pode ficar "desarmado nas fronteiras" com greve do SEF

 

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade