Estratégias de recuperação de Turismo enfatizam ajuda da OMC

Estratégias de recuperação de Turismo enfatizam ajuda da OMC
Divulgação

O Banco Asiático de Desenvolvimento e a Organização Mundial de Turismo associaram-se com o objectivo de condicionar as negociações no sentido de conseguir saber como o desenvolvimento da região Ásia e Pacífico foi afectado no Turismo pela pandemia Covid 19.



Acolhida como parte do balanço da Ajuda para o Comercio organizado pela Organização Mundial do Comércio (OMC), a sessão especial reuniu destacados representantes do sector turístico, com o objectivo de avaliar as possíveis transformações susceptiveis de impulsionar a recuperação e fomentar a sustentabilidade do Turismo.


Segundo os últimos dados da OMT, a pandemia provocou uma queda de 73% a nivel mundial nas chegadas de turistas internacionais em 2020, uma descida ainda mais pronunciada, na Ásia e no Pacífico, prevendo-se que será superior a 80% uma vez que muitos países asiáticos mantêm as restrições de viagens.

Matthias Helble, economista do Banco Asiático de desenvolvimento e Zoritsa Urosevic,  directora de Relações Institucionais e Alianças da OMT com representantes dos governos do Azerbeijão e Nova Zelândia, bem como Suzanne Becken, perita em Turismo da Universidade de Griffith.

Matthias Helble do ADB explicou que segundo as ultimas estimativas do Banco, a total recuperação do sector poderá eventualmente acontecer em 2023.
Foi assinalado que a promoção do Turismo nacional e a criação de “bolhas de viagens” que permitiriam conseguir as deslocações entre determinados destinos, poderiam ser estratégias viáveis para implementar uma recuperação a curto prazo. A criação de passaportes de vacinação poderia acelerara ainda mais esta recuperação.
No entanto seriam sómente medidas ocasionais e é necessário que os paises se preparem para uma abertura total.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade