Costa está de acordo com Marcelo em manter Estado de Emergência até Maio

Costa está de acordo com Marcelo em manter Estado de Emergência até Maio
Getty Images

António Costa assumiu que "até ao final deste processo" de desconfinamento "é necessário manter o Estado de Emergência", uma vez que é importante "para garantir que todos estes passos são dados com segurança".

Confrontado com a possibilidade assumida ontem pelo Presidente da República, António Costa afirmou que, "da parte do Governo, pelo menos até ao final deste processo [de desconfinamento] é necessário manter o Estado de Emergência, para garantir que todos estes passos são dados com segurança".

O primeiro-ministro vincou que apesar de "estamos no caminho certo, as coisas não correm bem por acaso, correm bem se mantivermos a disciplina, se não estragamos tudo". Lembrando que, devido há 'boa vontade do Governo'  em 'oferecer uma semana de desconfinamento no Natal', os meses de Janeiro e Fevereiro foram "dramáticos", mas agora que "conseguimos conquistar esta situação temos de mantê-la".

Sobre o aumento das restrições no período da Páscoa, António Costa repetiu que "o primeiro controle que tem de existir é de nós próprios". O "Governo não impõe restrições para chatear as pessoas, não é assim que queremos viver. Queremos viver numa sociedade responsável".

No entanto todos sabemos que, "para não haver ajuntamentos, a proibição de [circulação entre] concelhos vigorará durante toda a semana e também no fim de semana", reiterando, porém, que "a melhor forma é cada um de nós cumprir a lei".

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade