AHRESP defende pedagogia nas ações de fiscalização

AHRESP defende pedagogia nas ações de fiscalização
Divulgação

AHRESP apela ao exercício de alguma pedagogia por parte das forças policiais, quando no exercício das respectivas ações de fiscalização



Com o reforço da fiscalização, decretado pelo Governo, o agravamento do valor das coimas, e atendendo às várias situações reportadas por estabelecimentos de restauração e bebidas neste âmbito, a AHRESP apela ao exercício de alguma pedagogia por parte das forças policiais, quando no exercício das respectivas ações de fiscalização.

Mais do que a “caça à multa”, é importante a sensibilização de toda a comunidade (consumidores e agentes económicos) para a adoção de medidas e comportamentos necessários à contenção da pandemia, em detrimento de processos de contraordenação e aplicação de coimas.

Por outro lado, a AHRESP está a solicitar, com caráter de urgência, “reuniões ao Governo e a todos os Grupos Parlamentares, para que, em sede de especialidade, se possam aplicar as medidas estruturantes para a sobrevivência dos negócios e a manutenção de milhares de postos de trabalho”.

Deste modo, a AHRESP defende a “urgente aplicação temporária da taxa reduzida de IVA nos serviços de alimentação e bebidas como uma medida da maior relevância no apoio indirecto à tesouraria das empresas, tal como ficou comprovado com o estudo da PwC sobre o “Impacto da Redução Temporária da Taxa do IVA no sector da Restauração e Similares.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade