Rita Marques realçou que os portugueses estão "a aceitar o desafio de viajar no território nacional"

Rita Marques realçou que os portugueses estão "a aceitar o desafio de viajar no território nacional"
Divulgação

O interior de Portugal tem registado maior procura turística, face ao ano de 2019, e o portugueses optaram por fazer férias em Portugal.

 

Em contraciclo com os indicadores nacionais, o turismo no Interior tem registado "uma procura muito relevante", "ultrapassando os valores registados no ano passado", disse Rita Marques, que falava à agência Lusa à margem de uma cerimónia em Coimbra.

De acordo com a secretária de Estado do Turismo, "a procura turística, a nível nacional, diminuiu no contexto da pandemia, mas registam-se aumentos na procura do turismo da natureza, seja no Minho, Trás-os-Montes, Centro ou Alentejo". Acrescentou que "as áreas mais fustigadas são Algarve, ilhas, as duas grandes cidades - Porto e Lisboa - e Évora"

Apesar disso, Rita Marques realçou que os portugueses estão "a aceitar o desafio de viajar no território nacional", tendo-se registando um crescendo da procura do turista interno durante este ano.

A governante falava à agência Lusa no final da sessão pública de assinatura de sete contratos, no âmbito de projectos de Turismo Acessível, em Albergaria-a-Velha, Bombarral, Algarve, Óbidos e Coimbra.

Na cerimónia, esteve também presente a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes.

Segundo o Ministério da Economia, foi aprovado o financiamento de dez projectos de Turismo Acessível, no âmbito do Programa Valorizar, com um incentivo de 1,4 milhões de euros para um investimento global de mais de 2,8 milhões de euros. No total, o segundo aviso do Programa Valorizar recebeu 352 candidaturas, das quais 85 foram já aprovadas (24%).

De manhã, a secretária de Estado do Turismo esteve em São Pedro do Sul, numa sessão de assinatura de contratos de projectos de autocaravanismo.

A responsável da pasta do Turismo referiu que "nós entendemos que o autocaravanismo é uma tendência mundial e temos que criar condições para em Portugal sermos líderes nesse sector de actividade".

Para isso, Rita Marques realçou que "o Governo está a trabalhar para criar mais infraestruturas para autocaravanistas, ao mesmo tempo que desenvolve uma plataforma para permitir reservas de noites em determinados locais autorizados para o aparcamento das autocaravanas".

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade