Os 45 anos do 25 de Abril serão assinalados em Cascais com a reconstituição histórica do momento

A Baía de Cascais vai ser o palco das comemorações do 45º Aniversário do 25 de Abril com a reconstituição de um dos momentos mais importantes da história de Portugal.


Da reconstituição desse momento marcante na vida do país farão parte a interpretação das músicas que marcaram a Revolução e a exposição ao público da chaimite de Salgueiro Maia patente, de 20 a 24 de Abril na Praça 5 de Outubro.


 Joaquim Furtado, locutor do Rádio Clube que leu o primeiro comunicado do Movimento das Forças Armadas, estará presente nas comemorações.

O programa terá início pelas 11:00, com a reconstituição de um dos momentos mais marcantes da Revolução de Abril, aquele em que Salgueiro Maia enfrenta o regimento da Cavalaria 7, comandado pelo brigadeiro Junqueira dos Reis, na Ribeira das Naus, e em que o cabo José Alves Costa contraria a ordem de disparo contra Salgueiro Maia.

Por cortesia da Associação 25 de Abril, no alinhamento previsto desta ação, entrará em cena a chaimite de Salgueiro Maia que ficará em exposição na Praça 5 de outubro de 20 a 24 de Abril, acessível a toda a comunidade.

A reconstituição histórica estará a cargo dos actores Paulo Duarte Ribeiro, Tobias Monteiro e André Nunes e de vários voluntários como figurantes que representarão os militares da Cavalaria 7.

As músicas que marcaram a Revolução de Abril serão interpretadas pelas seis Bandas Filarmónicas do Concelho de Cascais. O cantor Pedro Vaz interpretará o tema “E depois do adeus”. A reconstituição histórica terminará ao som do Hino Nacional.

As comemorações prosseguirão com o filme “Capitães de Abril”, pelas 17:00, no Centro Cultural de Cascais e com a estreia da peça de teatro “26 de Abril – O dia seguinte” no Teatro Gil Vicente.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade