Face às medidas do Reino Unido European Travel Comission diz que "viajar não é um crime"

European Travel Comission (ETC),entidade que representa as organizações nacionais de turismo de 31 paises, condena fortemente novas medidas do Reino Unido



A ETC brada aos céus com as medidas severas implantadas pelo Reino Unido.“ Viajar não é crime” recorda o lobby que dá voz às organizações nacionais de 31 paises da Europa entre eles Portugal

Para além de exigir até três provas PCR e quarentena obrigatória para os passageiros que venham de zonas de alto risco, a nova normativa inclui fortes sanções económicas e possíveis penas de prisão até 10 anos por mentir sobre o lugar de procedência.

ETC condena energicamente”as novas medidas restrictivas, solicitando ao Reino Unido que as “reconsidere urgentemente


Nas palavras do seu presidente, Luis Araújo “os viajantes não são criminosos e não deveriam enfrentar repercussões legais or regressarem de outro país
No decorrer desta crise temos aprendido que a restrições gerais não saõ o caminho a seguir especialmente em países com níveis já elevados de transmissão comunitária. É fundamental alcançar um equilíbrio entre as medidas sensatas de saúde pública e a preservação da conectividade e da mobilidade dos cidadãos”, salienta.

Acreditamos firmemente que o processo de vacinação, as provas na chegada e saída, com sistemas de rastreio eficientes e medidas de higiene, restabelecerão de maneira segura o movimento estre países. Fazemos a um apelo a todas as organizações nacionais e internacionais do sector que condene firmemente estas medidas apoiando soluções que são universalmente benéficas para a indústria e as relações internacionais” lembra.Luis Araújo

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade