Região de Isan incluída no próximo Guia MICHELIN Tailândia

por: Tomás Ribeiro da Silva

Num anúncio conjunto da Autoridade do Turismo da Tailândia (TAT) e o Guia MICHELIN, foi declarada a expansão da cobertura do Guia Michelin Tailândia, em Isan, região nordeste do país, com data de lançamento prevista para o final do ano.

Sendo Isan a maior região da Tailândia, ela irá estar representada gastronomicamente pelas cidades de Nakhon Ratchasima, Ubon Ratchathani, Udon Thani e Khon Kaen, dando a conhecer os pratos da região, e ainda o seu património natural e cultural.

O governador da TAT, Yuthasak Supasorn, destaca o seguinte "A região nordeste da Tailândia tem um vasto potencial – em termos de cultura gastronómica e história, diversas atrações turísticas, bem como um estilo de vida local encantador.”

Acrescenta ainda que “Além da deliciosa e autêntica cozinha do nordeste tailandês ou 'Isan', as pessoas de todas as idades podem desfrutar de atrações como o Parque Nacional Khao Yai - Património Mundial da UNESCO - situado em Nakhon Ratchasima, mas também do Parque Nacional Pha Taem em Ubon Ratchathani, do Sítio Arqueológico de Ban Chiang em Udon Thani e do Museu do Dinossauro Phu Wiang, em Khon Kaen".

Por fim afirmou que com o lançamento da próxima edição 2021 do Guia Michelin Tailândia, acredita-se que seja possível que o mundo inteiro possa conhecer a gastronomia da região nordeste da Tailândia, mas que também possa impulsionar o turismo e a economia local.

Gwendal Poullennec, Diretor Internacional dos Guias MICHELIN, afirmou que os inspectores da MICHELIN ficaram bastante impressionados e maravilhados com a cozinha distintiva e saborosa de Isan, devido ao modo como empregão métodos simples de confecção mas ao mesmo tempo oferecem sabores subtis e complexos.

Poullennec disse que "Além da comida única e da gastronomia histórica interessante, existem muitos chefs nascidos na região de Isan com conhecimento e experiência gastronómica em restaurantes internacionais mundialmente famosos e que abriram os seus próprios restaurantes na sua terra natal. Eles desempenham um papel significativo na elevação da comida de Isan para o próximo nível – utilizando ingredientes locais combinados com as suas superiores habilidades culinárias, estabelecendo um novo padrão na comida local de elevada qualidade. Este é um grande sinal de que a região nordeste da Tailândia em breve será um destino turístico interessante para a gastronomia local, contribuindo para uma boa economia entre as comunidades e mercados locais"

Ao longo dos últimos cinco anos, a existência do Guia MICHELIN Tailândia tem vindo a ser considerado num patamar bastante valioso na contribuição da missão da TAT para promover a Tailândia como um destino gastronómico internacional. Comparando a edição de 2018 com a de 2022, o número de restaurantes seleccionados aumentou de 126 para 361. Isso fez com que o número de estrelas MICHELIN tenha aumentado de 17 para 32 e os premiados com o Bib Gourmand de 35 a 133. A cobertura do guia expandiu de "Banguecoque" na edição de 2018 para "Phra Nakhon Si Ayutthaya, Chiang Mai, Phuket & Phang-Nga" na edição de 2022.

Para mais informações consulte as informações AQUI.

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade