Madeira com um Turismo de melhor acesso ao Corredor Verde

Madeira com um Turismo de melhor acesso ao Corredor Verde
Divulgação

Mais turistas poderão ter entrada mais fácil, na Madeira, sem necessidade de testagem, desde que apresentem um certificado de vacinação


O corredor verde já existia no aeroporto da Madeira para quem chegava com teste negativo.

Receberá também turistas vacinados e recuperados da COVID-19 (com comprovativo até 90 dias de validade) que queiram desfrutar da região.

Assim deverão “apresentar os devidos certificados que atestam as suas novas condições”.
A decisão representa um voto de confiança na nova fase que o mundo está a viver, para além de incentivar as visitas à ilha e ser um estímulo à actividade económica, enquanto se mantém o destino seguro.

Para que seja permitida a entrada os turistas têm de comprovar o seu estado actual através do comprovativo de vacinação e do comprovativo de recuperado que “devem ser submetidos na app madeirasafe.com antes da realização da viagem, em língua Inglesa para estrangeiros”.


O passaporte ou cerificado de vacinação tem de ser validado pelo respectivo país de origem onde conste “nome, data de nascimento, número de saúde, tipo e data do teste, tipo de vacina, data das duas tomas realizadas e o respeito pelo período de imunização de acordo com a bula de cada vacina”.

Para os passageiros recuperados da COVID-19 é obrigatória a apresentação de documento, válido por 90 dias, e comprovativo da recuperação.

“O mesmo deverá especificar o tipo de teste, a data da sua realização e a palavra “recuperado”.”, refere a nota de imprensa

Se o documento indicar que o turista recuperou há mais de 90 dias, o seu portador “fica sujeito às condições normais, de novo teste e confinamento obrigatório enquanto aguarda o resultado do mesmo.
De referir que, os testes realizados no aeroporto e nas clínicas protocoladas no continente, continuam a ser gratuitos.

Não obstante, todos os turistas durante a sua estadia deverão respeitar as restrições em vigor, conhecidas na sequência da pandemia, e cumprir as normas de Segurança Sanitária, onde se inclui o uso obrigatório de máscara, a partir dos seis anos, distanciamento social (dois metros entre pessoas e evitar aglomerados) e higienização frequente das mãos. 

Estas novas medidas de acesso ao corredor verde são uma realidade possível de existir devido à entrada do mundo num novo ciclo de esperança, providenciada pelas vacinas aprovadas. A decisão reflecte não só um voto de confiança na actual situação como, também, visa ser uma reabertura do destino ao turismo e um estímulo à economia regional. 


Todos os turistas que cheguem à região vão encontrar uma Madeira de clima ameno, rodeada de um mar de azul cristalino, de um interior de verde luxuriante, uma floresta milenar povoada de cascatas e uma rica e variada fauna e flora, montanhas que ultrapassam as nuvens, habitantes hospitaleiros e inúmeras experiências para serem vividas em segurança na terra, ar e mar.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade