Páscoa favoreceu a zona Centro de Portugal no número de dormidas

Páscoa favoreceu a zona Centro de Portugal no número de dormidas
Divulgação

Os números divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram que a procura da região Centro de Portugal cresceu acima da média nacional em Abril.

 

Este ano a Páscoa, uma altura de grande procura da zona Centro, aconteceu em Abril. Isto acabou por influenciar positivamente os dados revelados hoje pele INE.

Segundo a Turismo Centro de Portugal (TCP) o total de dormidas no mês de Abril, em comparação com o mesmo mês em 2018, "registou um aumento percentual de 10,4%" ou seja no ano transacto dormiram 523.301 e este ano registara-se 577.723. Logo  "verificaram-se mais 54.422 dormidas. Este aumento de 10,4% é superior à média nacional, que se cifrou nos 9,5%", revela o comunicado da TCP.

A Entidade Regional de Turismo sublinha que "a subida foi mais significativa entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 13,3%, para 319.576 – um sinal de que esta região continua a ser uma das preferidas dos portugueses". O comunicado revela ainda que "as dormidas com origem no estrangeiro tiveram também um aumento expressivo de 7,0%, para 258.147".

No indicador do número de hóspedes, o Centro de Portugal "cresceu também na ordem dos dois dígitos: 10,0%. Em Abril de 2018 tinham sido contabilizados 312.374 hóspedes na região; em Abril de 2019 foram 343.719".

A TCP destaca "o indicador dos proveitos da actividade hoteleira, que subiram de 24,9 milhões para 27,2 milhões de euros (mais 9,4%) entre Abril de 2018 e Abril de 2019. São mais 2,3 milhões de euros" de proveitos.

O comunicado refere que "estes números, muito positivos, confirmam a tendência dos últimos anos: a região está a crescer de forma sustentada ao longo de todo o ano e é a escolha de cada vez mais visitantes, de dentro e fora do país".

Para Pedro Machado, presidente da TCP,  "a actividade turística no Centro de Portugal caminha para um ano de 2019 muito positivo, à semelhança dos anos anteriores. É o resultado do prestígio crescente conquistado por esta região dentro e fora de portas". O dirigente sublinhou que "a marca Centro de Portugal está cada vez mais consolidada nos mercados, fruto do trabalho em conjunto entre organismos públicos e os empresários do sector, que são incensáveis no esforço desenvolvido para atrair visitantes à região”.

O comunicado salienta também que "se consideramos o conjunto acumulado dos primeiros quatro meses de 2019, de Janeiro a Abril, os números do Centro de Portugal são também promissores". Uma vez que as dormidas "aumentaram 3,3% em relação ao mesmo período do ano passado, com as dormidas dos estrangeiros a subirem 4,2%. O número de hóspedes progrediu 3,8% e os proveitos melhoraram 5,0%", concluiu.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade