Turismo do Brasil cresce acima dos níveis de 2019

por: Mafalda Ferreira
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Dreamstime

O turismo do Brasil cresceu em Maio, pelo terceiro mês consecutivo, voltando assim aos números registados no inicio de 2020 pré-pandemia.


O sector cresceu em 45,6% em relação a Maio do ano passado e registou um aumento de 2,6% em relação a Abril, especialmente devido aos transportes aéreos, restaurantes e hotéis.

Conforme o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), “o turismo cresceu 50,2% nos primeiros cinco meses de 2022, o que o coloca praticamente nos níveis pré-pandémicos, apenas 0,1% abaixo do valor registado em Fevereiro de 2020. A tendência é positiva e augura que o turismo no Brasil irá melhorar nos próximos meses”.

Com os níveis baixos, devido à pandemia, a a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ficou surpreendida com este aumento durante a época baixa, que só esperava após as férias de Julho.

“Podemos dizer que o sector do turismo finalmente conseguiu pôr o nariz acima da água, uma vez que já não vemos as perdas que foram observadas em relação ao período da crise sanitária”, referiu Fábio Bentes, economista do CNC, à agência noticiosa espanhola Efe.

São Paulo foi a cidade líder do turismo nos primeiros cinco meses do ano, seguindo-se Minas Gerais e Rio de Janeiro, apesar deste ultimo ainda estar em vermelho quando comparado com as receitas pré-pandemicas.

Segundo o perito do CNC, o sector factura actualmente menos 13,5% no Rio de Janeiro do que em Fevereiro de 2020, o que é atribuído aos custos da região “O facto de o Rio ser mais dependente do turismo estrangeiro do que outros estados brasileiros ajuda a explicar estas perdas”, disse.

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade