Empresas no sector do Turismo necessitam de estabilidade económica e de mão-de-obra

Empresas no sector do Turismo necessitam de estabilidade económica e de mão-de-obra
Vida de Turista

Os efeitos devastadores provenientes da pandemia, deixaram o sector do turismo a necessitar de apoios e medidas imediatas.

Para que se prossiga a uma recuperação da actividade turística é necessário que as empresas estejam preparadas e, sobretudo, capitalizadas para fazer face aos desafios que se colocam, lembrando que há medidas fundamentais de capitalização das empresas e instrumentos financeiros, que não saíram do papel e que devem ser prioridade absoluta do próximo Governo.

A dificultar o retorno estável da economia, ao longo dos últimos meses, a AHRESP (Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal) tem alertado, de forma constante, para a problemática da falta de trabalhadores no sector do turismo.

Os dados do último inquérito realizado pela AHRESP revelam que 32% das empresas de alojamento e 67% de restauração já sentiram necessidade de contratar novos colaboradores este ano. Contudo, 78% das empresas de alojamento e 91% na restauração sentiram dificuldades no recrutamento. 

É fundamental que sejam criadas políticas de incentivo à contratação de profissionais e ao emprego nos nossos sectores, para que a escassez de recursos humanos não constitua um travão à recuperação económica das nossas actividades.

A CTP sublinha que as empresas deixaram de ter receitas desde o início da pandemia e muitas delas só agora começam a recuperar, muito lentamente. É, por isso, fundamental reforçar uma vez mais a urgência de chegarem às empresas os apoios já aprovados, medida que não tem de estar dependente das circunstâncias políticas actuais.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade