Quais as cidades europeias mais afectadas pela Covid-19?

Quais as cidades europeias mais afectadas pela Covid-19?
European Cities Marketing

A 17ª edição do Relatório de Benchmarking do European Cities Marketing (ECM) inclui 107 cidades europeias e apresenta resultados a partir de 2020.

Em tempos pré-pandémicos, as cidades eram as líderes da indústria turística europeia e, no seu conjunto, os destinos membros do ECM representavam 690 milhões de dormidas, em 2019. Durante anos, o turismo urbano foi o aspecto mais dominante e dinâmico do turismo europeu.

Como esperado, 2020 foi um ano turbulento para a indústria do turismo devido à pandemia da COVID-19 que dominou todas as esferas das nossas vidas. O Relatório ECM determinou que as cidades incluídas no relatório atingiram um declínio médio de 60,9%.

Apesar de um ano desafiante, as três principais cidades em termos de total de noites de cama em 2020 mantiveram-se as mesmas do ano anterior: Londres, Paris e Berlim.

Olhando para os principais mercados de origem europeus, é evidente que todos eles registaram grandes diminuições. Os mais afectados foram os mercados de longo curso, o que é de esperar tendo em conta as restrições de viagem em tempos de pandemia: China (-88,9%), Estados Unidos (-88,2%) e Japão (-84,8%).

De facto, a Europa é proprietária das cidades e regiões mais visitadas do mundo, bem como dos principais mercados emissores. O impacto económico e social, afectou a subsistência dos trabalhadores e fornecedores de turismo e dos transportes, bem como das suas famílias e comunidades inteiras. Todos os destinos sofreram as consequências advindas da pandemia, independentemente da sua dimensão, localização geográfica ou atractividade.

Ainda assim, o sector do turismo encontra-se numa posição única para contribuir para planos e acções de recuperação mais vastos. 

Apesar deste cenário desafiante, os DMO (Destination Marketing Organisations) estão quase totalmente de acordo que a crise conduzirá o turismo para um futuro mais sustentável (89% concorda parcial ou completamente).

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade