Neve bloqueia Aeroporto e cidade de Madrid

Depois de ter duas pistas encerradas Barajas regressa à actividade embora existam limites nas estradas circundantes.


O nevão que caiu em Madrid nesta segunda feira causou perturbação nos principais meios de transporte da região.

O aeroporto de Barajas que já tem a operar as suas quatro pistas, depois de ter sido obrigado a encerrar duas durante a manhã, cancelou 49 voos e desviou seis, quatro para Valência e dois para Barcelona.

Também nas estradas há problemas de circulação por acumulação de neve.
Tanto a M-40 como a M-30, as principais vias de circunvalação, têm sofrido perturbações em todo os seu percurso.


A delegação do Governo accionou pela primeira vez este ano o nível de pré-emergência pela existência de neve na rede rodoviária do Estado que atravessam a região, uma medida também tomada pela Comunidade em relação às estradas que são da sua competência.
A Câmara de tinha já activado ontem ao plano de emergência para o Inverno tendo-o elevado para o nível laranja nesta segunda feira, o que acontece quando se prevê que a espessura acumulada de neve seja superior a cinco centímetros na área metropolitana.
Todas as administrações têm solicitado que se evite o uso de carro privado.

 Se persistir a precipitação o trânsito na hora de ponta poderá agravar os problemas.

Ao meio dia, a Agencia Estatal de Meteorología (AEMET) elevou o nível de amarelo para laranja em Madrid, que até esteve sempre em amarelo. Espera-se uma acumulação de neve até cinco centímetros nas próximas horas.
Nas estradas da região há desvios na M-30 no sentido sul, nos arcos este e oeste, assim como na M-607 e a A-6 no sentido de saída.

Segundo o alerta da Emergência 112 da Comunidade, é obrigatório o uso de correntes nos oito pontos de montanha: Navacerrada, Cotos, Morcuera, Canencia, Navafría, El Cardoso, La Hiruela e La Puebla.

Por outro lado os comboios de longo curso, AVE, reduziram a velocidade de circulação para 160km na comunicação da cidade com a zona este da península, o que está a provocar atrasos nos trajectos entre Madrid e Barcelona, Valência, Alicante e Gijón, segundo a RENFE.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade