"Portugal é a primeira prioridade para o Governo da Extremadura"

O segundo dia do "Fórum Vê Portugal" foi marcado pelo destaque das parcerias transfronteiriças com as intervenções da Junta de Turismo da Extremadura e da Comissão Coordenadora de Desenvolvimento Regional do Centro.

 

Novamente as parcerias entre Portugal e Espanha em relevo no Fórum Vê Portugal, desta vez com a intervenção de Vitoria Ferrero responsável pela Área de Promoção e Desenvolvimento do Turismo da Junta de Extremadura.

Segundo Vitória Ferrero "Portugal é o primeiro mercado emissor internacional com 18.92% sobre o total de turistas estrangeiros", situando-se na faixa etária "entre os 35 e os 60 anos", acrescentou. "Portugal é a primeira prioridade para o Governo da Extremadura", que trabalha com o nosso país "no âmbito social e cultural", assim como os "programas de intercâmbio internacionais", referiu a responsável.

As parcerias nacionais com a Junta da Extremadura são a Turismo do Centro, Turismo do Alentejo e Ribatejo, Associação Turismo de Lisboa e o Gabinete de Turismo da autarquia de Setúbal.

Os projectos que a Junta de Turismo trabalha com Portugal são o Tejo Internacional e o Alqueva, na área das Transfronteiriças; a gastronomia e a cultura como estratégias e como Inovadoras, as rotos de moto.

As duas Entidades Regionais em conjunto com a Junta da Extremadura formam o projecto EUROACE. Este projecto contabilizou "cinco milhões de viagens, nove milhões de dormidas e mais de três mil postos de trabalho", revelou Vitoria Ferrero.

A directora da CCDR do Centro, Ana Abrunhosa, referiu que "o turismo tem um impacto enorme noutras actividades", salientando que "o turismo, hoje, não é só cama ou hotel".

Para Ana Abrunhosa "o turismo de natureza e o turismo activo estão nas prioridades com Castilla y Leon".
A responsável recordou que "o Tejo é uma reserva da Biosfera e tem de ser assumido como um projecto conjunto" entre Portugal e Espanha.
Existe um projecto de "museus transfronteiriços", com o intuito de "juntar a cultura e a identidade à nossa história", explicou Ana Abrunhosa.
Concluiu a sua apresentação afirmando que "as questões do mar, são e devem ser, muito importantes para o nosso país".

Na sessão de encerramento, hoje 31 de Maio, o Primeiro-Ministro António Costa participará, num claro reconhecimento da importância da temática do Fórum.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade