Os hoteis Tivoli valorizaram-se em 2013

Os hoteis Tivoli valorizaram-se em 2013
tecno hotel news

A Tivoli Hotéis, uma das empresas que o Grupo Espírito Santo colocou na holding Rioforte, significando disponibilização para uma eventual alienação, valorizou-se em 2013, assegurou Alexandre Solleiro ao PressTur, que define a sua missão como "valorizar a empresa" e conclui que nesse sentido em 2013 atingiu esse objectivo.


"Cumprimos as nossas metas", declarou o CEO Alexandre Solleiro explicando que o ano 2013 a cadeia hoteleira terminou com uma subida da taxa de ocupação em meio ponto percentual para 61%, sendo que registou subida no Algrave, manteve na área de Lisboa e desceu em Sintra e Coimbra, referiu o PressTur.


Igualmente a somar esteve a operação no Brasil, onde detem um hotel em São Paulo e outro na Praia do Forte, Bahia, registou um aumento da receita em reais de 18%.


Alexandre Solleiro não comentou se a Rioforte apresentou propostas para a aquisição da Tivoli. É área que garante não fazer parte da sua "missão", segundo o PressTur.

"É o accionista, não sou eu", respondeu, adiantando que "tenho uma missão muito clara, que é valorizar a empresa através do trabalho das minhas equipas e do meu trabalho. Fazer com que funcione o melhor possível, atender bem os clientes", explicou, adiantando que a avaliação de 2013 é de "missão cumprida".

"Nós cumprimos o nosso objectivo para 2013", referiu, adiantando ainda que a indefinição relativamente ao futuro da rede no grupo Espírito Santo não é questão que perturbe o seu trabalho.

"É um tema que não nos afecta em nada no dia a dia. Nós cumprimos a nossa missão, diga-se o que se disser estamos completamente alheios a essa história, estamos a trabalhar todos os dias, a nossa equipa está completamente motivada no que faz no dia a dia", asssegurou.


O balanço avançado por Solleiro mostra que foi nos mercados internacionais que a rede conseguiu subir a ocupação em 2013, com realce para o mercado britânico.


No ano passado, o que era historicamente o seu primeiro mercado, o português, que no ano de 2010 chegou a representar quase um terço da ocupação, em 2012 tinha baixado para 23% e em 2013 ficou em 16%, noticiou o PressTur.

A compensar essa queda, que de 2012 para 2013 foi de 28%, evidenciou-se o mercado britânico, que, com um aumento em 13%, passou a ser o primeiro mercado para os hoteis Tivoli em Portugal, representando 22% do total de quartos, dados que o jornal avançou.


Segue-se a Alemanha, com 12%, e que no ano passado teve um aumento em 03%, e depois vêm o Brasil (que em Lisboa, no entanto, se mantém o segundo mercado), Bélgica e França, cada um deles com cerca de 04%, concluiu o PressTur.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade