Turismo dos Açores passa pela talassoterapia

Turismo dos Açores passa pela talassoterapia A oferta turística dos Açores poderá ser enriquecida com o aproveitamento em actividades de lazer e saúde das águas geradas pela produção de energia geotérmica e através do uso do mar para fins terapêuticos (Talassoterapia).
A ideia é defendida num estudo que o Observatório Regional do Turismo (ORT) apresenta dia 14 na Ribeira Grande, concelho da ilha de S. Miguel em que funciona o único centro produtor de geotermia em Portugal.
Segundo adiantou o presidente do ORT, Carlos Santos, a região apresenta vantagens comparativas para lançamento do segmento do turismo de saúde e bem-estar, que deve surgir associado ao projecto de divulgação do arquipélago como "ilhas verdes".
Um inquérito realizado pelo Observatório do Turismo no âmbito do estudo revelou a existência de interesse dos operadores para utilização de novos serviços nessa área, encarados, porém, como elementos de um conjunto que integra outros produtos ligados à natureza e ao golfe, por exemplo, referiu Carlos Santos.
O documento elaborado pelo ORT sublinha, também, a importância de perspectivar os equipamentos a lançar para a introdução nos Açores da nova componente com o duplo objectivo de servir os visitantes e a população residente.
Face aos elevados encargos associados à criação das estruturas para a sua exploração e tendo em conta a circunstância de se tratarem de actividades inovadores na região, admite, igualmente, a necessidade do estabelecimento de parcerias publico-privadas para o respectivo lançamento.
(ES)

Mídia

NULL
Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade