Sustentabilidade, Ecoturismo e Greenwashing - Uma Preocupação de Todos os Viajantes

por: António Manuel Teixeira
Sustentabilidade, Ecoturismo e Greenwashing - Uma Preocupação de Todos os Viajantes
João Freitas

Não há como negar. Os últimos dois anos foram difíceis para todos nós.

Mas, à medida que começamos a considerar 2022 como o primeiro ano pós pandémico, muitos de nós apresentam o mesmo sentimento – por vezes, desacelerar é bom.

À medida que as atividades dos calendários sociais foram reduzidas ou eliminadas e os planos de viagem foram adiados, tivemos uma oportunidade única de fazer uma pausa e olhar para dentro. Para muitos, isso inspirou uma mudança de prioridades – do trabalho às nossas rotinas diárias, relacionamentos e muito mais. Para outros, como eu, que trabalham no setor do turismo, a pandemia também provocou uma inegável mudança da indústria em direção a um futuro mais sustentável.

Com mais tempo para considerar o nosso impacto no mundo em que vivemos, o número de negócios que tem como pilar o ecoturismo e a sustentabilidade cresceram exponencialmente. Se no passado, estes dois tópicos eram temas quentes, passaram agora a ser cruciais para os diferentes operadores do setor.

Com a indústria do turismo a retomar o seu ritmo, enfrentamos um desafio: como vamos garantir que os destinos também são sustentáveis? Como vamos garantir o equilibrio entre as necessidades das pessoas, do planeta e da prosperidade como solicitado pela Organização Mundial do Turismo (UNWTO) recentemente?

Certamente, não nos devemos ter estratégias em que propositadamente comunicamos e publicitamos que o nosso produto turístico é ecologicamente correto se efetivamente não o é - o Greenwashing, nunca deve ser considerado como parte da sua estratégia.

O futuro, deve ser necessariamente mais verde. Estabeleça uma estratégia de médio e longo prazo - para além das certificações, prioritize a transparência dos seus esforços, principalmente no que diz respeito às práticas e normas ambientais. Se possível, comece a adotar energias renováveis e abandone o uso de plástico descartável. Usa a tecnologia para criar programas de fidelização que beneficiam cliente eco-friendly bem como considere implementar a tecnologia de smart room para reduzir o consumo de energia e fazer parcerias com fornecedores locais de passeios culturais e atividades.

Como líderes do setor do turismo, podemos unirnos para criar um ecossistema mais preocupado com o planeta, com os nossos visitantes e com as prosperidade económica?

João Freitas escreve usando o novo acordo ortográfico.

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade