A Portugal Green Travel passa a Incubação Física, no IPN

A Portugal Green Travel passa a Incubação Física, no IPN
Diário de Coimbra

No seguimento do programa de inovação aberta NEWTON ( Rede de Novas Oportunidades de Turismo ), dinamizado pelo ecossistema do Instituto Pedro Nunes, a Portugal Green Travel passa, a partir deste mês a incubação física, despois de estar em incubação virtual desde a sua fundação.

Os excelentes resultados económicos-financeiros, no seu primeiro ano de atividade, uma certificação de Melhor PME Portugal 2020 com a distinção "TOP 5% Melhores PME de Portugal", o desenvolvimento de parcerias estratégicas com várias empresas nacionais e estrangeiras e a victória na final regional do Tourism Explorers 2020, com um novo produto“ Foge Comigo por Portugal ”, foram alguns dos fatores que contribuíram para a passagem à incubação física no IPN - presente no top dez das Melhores Incubadoras do Mundo, na categoria de Incubadoras de Empresas Universitárias.

Segundo Hugo Teixeira Francisco e João Daniel Ramos, dois dos fundadores da start-up, uma estratégia para o futuro passa na digitalização do negócio e de novos processos de comercialização, nomeadamente, ao nível dos canais e ferramentas de comunicação com o público-alvo e criação de novos produtos para o sector, com uma incorporação de inovação com valor na cadeia produtiva da empresa.

Actualmente, a Portugal Green Travel assume-se com um operador e empresa de consultoria turística, especializada em ofertas sustentáveis, sendo mesmo o primeiro operador certificado pela Biosfera, em Portugal. Com particular enfoque em territórios de baixa densidade e ofertas autênticas e genuínas, promover os produtos endógenos e a valorização histórico-cultural, dos territórios onde trabalha, nomeadamente, através do envolvimento das comunidades locais, promoção de cadeias curtas de distribuição e geração de efeitos multiplicadores nos territórios onde atua.

Após um 2019 promissor, a chegada da pandemia em 2020 obrigou a empresa a reajustar-se, diversificando a sua oferta e mercados alvo, seguindo o caminho da digitalização e inovação da oferta, o que reforçou ainda mais a pertinência da incubação da empresa no IPN .

Contrariamente, o ano de 2021 tem superado as expectativas sendo que o volume de negócios do 1º semestre já igualou o volume de negócios de todo o ano de 2020, prevendo-se uma faturação ou similar ao ano de lançamento ou mesmo superior.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade