Depois de um 2021 controlado a W2M terá lucros em 2022

O CEO da W2M aposta no crescimento orgânico do grupo não descartando por outro lado novas aquisições.


Apesar da situação complicado com um mercado emissor que continua tremendamente afectado pelas múltiplas e diferentes restrições, o CEO da World2Meet (W2M), Gabriel Subias está satisfeito com o acolhimento que tem tido o projecto que lidera.

Estamos muito satisfeitos porque o valor que propomos é muito interessante tanto para as agências como para o cliente final.” E termina sublinhando ”A situação é positiva, quanto a nós”.

Numa entrevista concedida à preferente.com, Gabriel Subias revela que o previsto para o presente ano “é de 425 milhões de euros”, explicando que “o volume me preocupa menos que a margem”. E insiste que 2021 “ é um ano de transição”. “A nossa prioridade é consolidar o projecto os números são menos relevantes”, continua.

Subias está convencido de que em 2022 o negócio turístico terá um avanço consideravel o que permitirá ao grupo que dirige registar benefícios e “chegar aos 800 milhões de euros de facturação sem grande dificuldade”

E continua sublinhando que “Este 2021 será negativo mas com números muito controlados e face a 2022 o resultado será positivo”.
Depois de ter surpreendido com a aquisição de Azul Marino, uma das redes de ponta do mercado espanhol, aquele dirigente aposta que os próximos anos terão um crescimento orgânico, embora não desdenhe por completo novas incorporações.

E explica: “Estamos sempre abertos a tudo mas está um pouco mais complicado porque vamos sair desta crise com dívidas e com uma carga financeira o que às vezes torna difícil levar a cabo este tipo de operações”.

O que se tem como claro é que “ vamos continuar desenvolvendo ramos de actividade e cobrindo aqueles nichos de mercado que nos interessam”.
E continua revelando que “ Vamos pô-las a funcionar em 2022. Não se fez ainda porque a situação do mercado não o permite devido à pandemia e muitas outras coisas”.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade