O Grupo TUI não tem pressa para vender os seus hoteis

O Grupo TUI não tem pressa para vender os seus hoteis
Divulgação

O maior operador turístico europeu apresenta várias possibilidades de actividade para as suas unidades hoteleiras embora sejam um boa fonte de liquidez se vendidos.


O Grupo Tui está de momento a valorizar várias opções para os seus hotéis como propriedade num momento em que o mercado hoteleiro conta com muitas ofertas mas poucas transacções. No caso do maior grupo turístico europeu, já em Dezembro assegurava a este diário que tinha assegurado a liquidez suficiente para não ter de se desfazer de nenhum hotel, embora a propriedade não seja uma peça estratégica na hotelaria e por isso muito menos agora em época de pandemia.

Fontes oficiais do grupo explicaram a Hosteltur que a estratégia de asse-light anunciada em Dezembro de 2019 não necessita de um grande volume de hotéis em propriedade para desenvolver o seu produto hoteleiro através das suas marcas. “Neste contexto” assinalam” estamos a avaliar varias opções para as propriedades que nos pertencem

E juntam que tornarão publica informação relativa “tão rápido quanto possível das decisões concretas que forem tomadas”.
Convém lembrar que como companhia de cotizações, deve tornar publicas este tipo de decisões e também submete-las à supervisão dos seus accionistas.

Na sua avaliação das possíveis opções relativamente aos seus hotéis, TUI não só baixa ventas , principalmente com alianças estratégicas, bem como não é prioritário fazer caixa com os seus estabelecimentos.

O grupo conta com muitos activos (embora com poucos hotéis em propriedade) e agora no momento da Covid, não é que estejamos dispostos a vender mas podemos entrar numa parceria ou numa joint venture com alguns activos” esclareceram fontes do próximas do grupo.

“Há empresas no sector que têm necessidade de vender, necessidade de cash. TUI não vai dar nada, porque de momento não há necessidade de se desfazer de activos” porque os empréstimos do governo alemão forma vitais para a liquidez do grupo.

 
Uma vez que desde Março 2020, TUI assegurou uma liquidez num total de 4,8 bilhões de euros, que resultaram de empréstimos  estatais, créditos bancários e do apoio dos accionistas.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade