TUI perdeu em três meses €802,9 M, cerca de 524% mais

TUI perdeu em três meses €802,9 M, cerca de 524% mais
Divulgação

A perda operativa foi de720,9 milhões de euros o que supõe um aumento de 825,4%.


O grupo turístico alemão TUI Group registou uma perda bruta de 802,9 milhões de euros de euros no primeiro trimestre (Outubro a Dezembro) do seu exercício, 524,3% mais que um ano antes quando perdeu 128,7 milhões de euros devido às restrições de viagens devido à pandemia da Covid 19.


No entanto, e mesmo com a incerteza devido à actual situação de crise sanitária alterou rapidamente as previsões do gigante alemão para o Verão são boas:

Os pedidos de reserva continuam em força, as pessoas querem viajar, como se pode ver pelo bom número de reservas que temos para o Verão.
Olhando para a reserva que é historicamente alta na União Europeia pode ver-se que a margem de despesa dos consumidores é alta. O aumento significativo do gasto em reserva de viagens reflecte isto de forma muito clara. Os turistas estão dsipostos a pagar mais pelas suas férias.
Para o turismo bem como para as empresas hoteleiras e culturais esta tendência é um bom sinal” assegura o conselheiro delegado da TUI Fritz Joussen.

Entretanto a TUI informou que a perda operativa (Ebit) foi de 720,9 milhões de euros, um aumento de 825,4%, enquanto a facturação foi reduzida a 87,8% até 468,1 milhões de euros no primeiro trimestre do seu exercício actual, que começou em Outubro.

Entretanto as alterações de quarentenas e as restrições de viagens levaram a que os clientes reservem com muito menos tempo de antecedência e muito mais tarde, como aconteceu no Verão e Outono passados.

Segundo o operador turístico neste ano criaram-se duas condições importantes para a renovação do turismo no Verão de 2021: em primeiro lugar aprovaram-se vacinas de grande eficácia vindas de vários fornecedores e outras estão prestes a ser aprovadas. Nas próximas semanas serão oferecidas vacinas a pessoas particularmente em risco. Isto aliviará certamente a pressão sobre os sistemas de saúde”, constata.

O conselheiro delegado de TUI, Fritz Joussen, afirmou ao apresentar os números que “o mercado britânico tem uma importância especial na empresa. Vemos aqui um ritmo impressionante e objectivos ambiciosos para as vacinações” contra a Covid 19.

Se houver uma vacinação rápida é possivel que no Verão, talvez em Maio e em meados de Julho, talvez 75% da população esteja vacinada de modo a que talvez se consiga então a imunidade de grupo.

Ainda segundo aquele dirigente deveria fazer-se tudo para que rapidamente possamos voltar à liberdades básicas e que viajar seja de novo possível, lembrando que as Canarias foram dos poucos destinos acessível aos turistas”.

RIU Hotels & Resorts

FITUR 2021

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade