CineFiesta 2021 regressa a Lisboa com novas parcerias

O cinema espanhol regressa a Lisboa no CineFiesta 2021 em Novembro ao cinema São Jrge e também à Cinemateca



O CineFiesta decorrerá de 25 a 30 de Novembro, em Lisboa, ao cinema São Jorge, e também à Cinemateca Portuguesa “com uma selecção de quatro filmes restaurados e/ou digitalizados pela Filmoteca Espanhola”.

 Outra das novidades desta edição é a ligação com o circuito de festivais portugueses: IndieLisboa, doclisboa e QueerLisboa que desta feita foram convidados a fazerem parte da programação do CineFiesta 2021 tendo cada um deles escolhido um filme que apresentará na mostra.

Doclisboa escolheu “The First Woman” de Miguel Eek, “um filme onde o desejo e a empatia guiam a nossa aproximação a Eva. Rejeitando categorias e normas, dobram-se todos os conceitos e definições de normalidade para navegar espaços de intimidade onde o mundo lá fora é tão infinito quanto qualquer universo interior. Um filme que se inscreve numa certa tradição de cinema espanhol onde a vida se revela através da atenção e da proximidade”, salienta Miguel Ribeiro, director do doclisboa.

O filme terá estreia nacional no CineFiesta e a primeira  exibição aconteceu no Festival Internacional de Cinema Documental (IDFA) em Amesterdão, no ano passado.
Fez ainda  parte da competição oficial na secção de documentário do Festival de Málaga, que teve lugar em Junho deste ano.


Relativamente ao convite do CineFiesta 2021, refere Carlos Ramos, director do IndieLisboa: “O cinema espanhol é uma habitual presença na programação do IndieLisboa. A parceria com o Cinefiesta permite-nos continuar este trabalho, cruzar públicos e manter visível uma autora que nos surpreendeu na última edição do festival.

E acrescenta "Escolhemos o filme “La Última Primavera”, de Isabel Lamberti, porque ele afirma uma voz autoral forte, numa primeira longa metragem muito tocante sobre uma família prestes a ser realojada. A sua mistura entre ficção e real e a força de cada uma das personagens na narrativa prendeu-nos até ao último minuto”.
“La Última Primavera” fez parte da seleção ACID no Festival de Cannes 2020 e estreou na secção New Directors, no Festival Internacional de San Sebastian.

Quanto ao Queer Lisboa propõe para o CineFiesta a apresentação do documentário “The Mystery of the Pink Flamingo”, de Javier Polo Gandía, que “a partir da exploração de um objecto kitsch, o flamingo cor-de-rosa, revela-nos um conjunto de universos inusitados onde conseguimos encontrar uma série de expressões da cultura queer”, explica Christian Rodriguez.

“The Mystery of the Pink Flamingo” é um mergulho, em tom casual, no mundo do kitsch que por vezes, atinge o surreal sendo em simultâneo “uma pequena homenagem a John Waters, lenda do cinema underground”.

Selecionado para a secção Global do festival South by Southwest, nos EUA, que foi cancelado por causa da pandemia, acabou por ser estreado no Abycine, um dos mais importantes festivais de cinema independente em Espanha”., refere a nota de imprensa

Depois de exibições em festivais daTransilvânia, Roménia, e pelo BAFICI na Argentina, a estreia em Portugal será agora no CineFiesta 2021.

Além desta parceria com os três grandes festivais de cinema e com a Cinemateca Portuguesa que exibirá quatro filmes no CineFiesta Heritage (filmes a anunciar brevemente), “as plataformas de streaminga Filmin Portugal e  Spamflix são também parceiros nesta renovada edição do CineFiesta e participarão com actividades especiais dentro da programação”.


A programação final, bem como os nomes dos realizadores e actores que estarão presentes em Lisboa para apresentarem os filmes e participarem em Q&As será brevemente anunciada.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade