"Luz de Presença" premiado no Festival du Nouveau Cinéma de Montréal

O filme de Diogo Costa Amarante ganhou o Lobo de Prata para melhor curta-metragem no festival canadiano, que decorre entre 06 e 17 de Outubro

.

A curta-metragem “Luz de Presença” centra-se no desgosto amoroso de Gonçalo, um homem que, numa noite chuvosa, sai de casa para entregar uma carta a alguém que o abandonou. Pelo caminho, numa esquina, cruza-se com uma mulher que o avisa para ter atenção à estrada, que o piso está escorregadio. O homem cai da sua mota e assim conhece Diana.

Com estreia mundial na Berlinale e nacional na última edição do Curtas Vila do Conde, o filme tem direção de fotografia de Jorge Quintela e conta com a participação de Diana Neves Silva, João Castro, Gustavo Sumpta e Luís Miguel Cintra, sendo promovido e distribuído pela Agência da Curta Metragem. Diogo Costa Amarante encontra-se atualmente a trabalhar na sua primeira longa-metragem.


Sobre o realizador diz a nota de imprensa que Diogo Costa Amarante nasceu em Portugal onde inicialmente se licenciou em Direito pela Universidade de Coimbra. Estagiou em Lisboa mas pelo caminho ganhou uma bolsa Ibermedia para estudar Cinema Documentário e Cinematografia na Escola Superior de Cinema da Catalunha.
Lá realizou o seu primeiro filme Jumate / Jumate (2008) que, entre outros prémios, recebeu o de melhor documentário espanhol no Festival Internacional de Cinema Documentário de Madrid. Em 2009, participou no Talent Campus do Festival de Berlim e realizou o segundo filme Em Janeiro, talvez (2009) que recebeu igualmente o prémio de melhor documentário espanhol no Documentamadrid09, bem como uma menção especial no SalinaDocFest 09 / Itália.

As Rosas Brancas (2014), foi o filme pré-tese do Master of Fine Arts em realização e produção cinematográfica que Diogo concluiu na New York University / Tisch School of the Arts como bolseiro Fulbright.

Este filme estreou na 64ª edição do Festival Internacional de Berlim como candidato ao Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem Internacional. Circulou por vários festivais internacionais e acabou por ser premiado no Festival Européen du Film Court de Brest/ França. Cidade Pequena (2016) estreou na 67ª edição do Festival de Berlim e ganhou o Urso de Ouro para Melhor Curta-Metragem Internacional.  

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade