Mostra Espanha diversas actividades culturais no mês de Outubro

por: Zita Ferreira Braga

Em Outubro a Mostra Espanha programa 22 actividades culturais em 18 cidades portuguesasactualidade


Concertos, exposições, cinema, artes cénicas e conferências, fazem parte da programação da 7ª edição desta Mostra Espanha

Durante o mês de Outubro a Mostra Espanha vai apresentar mais de 22 actividades culturais em 18 municípios portugueses.

Esta iniciativa bienal, cujo principal objectivo é o de “apresentar o dinamismo e a criatividade das indústrias culturais espanholas actuais”, chegará ao publico a 07 de Outubro no Museu Nacional de Arte Antiga,

Mas para o mês de Outubro e no inicio da mostra chegarão as artes cénicas, nomeadamente com a peça "Gostava de estar viva para vê-los sofrer!", que conta com a interpretação da actriz Ana Bustorff, com  encenação do espanhol Ignacio Garcia.
A apresentação terá lugar no dia 01 de Outubro no Teatro Municipal Sá da Bandeira, em Viana do Castelo.

"Rojo", o primeiro trabalho a solo da actriz, dançarina e clown Mireia Miracle é um espectáculo de rua e de interação com o público, uma dança de humor que será apresentada a 02 de Outubro em Castelo de Vide e o no dia 03 no Marvão.

Em Águeda, a 06 de Outubro, é apresentado "The Opera Locos", um espectáculo cómico no qual os grandes êxitos da ópera se fundem, da forma mais original, com outros estilos musicais.

Resultado de uma parceria com a Quinzena de Dança de Almada, o coreógrafo Jacob Gómez vai apresentar no dia 10 o espectáculo duplo "Un Niño + For You", este último uma estreia absoluta e que resulta de uma residência artística em Almada com elementos da Ca.DA Escola.
Ainda na Quinzena da Dança, a 07 de Outubro o público poderá assistir online ao novo trabalho de Marina Mascarell "Bird Dog", um road movie de dança.

A 09 de Outubro, no Teatro Joaquim Benite, em Almada, a bailarina María del Mar Moreno apresenta uma retrospectiva do seu trabalho, 20 anos depois de estar à frente da sua própria companhia e à herança cultural flamenga, com "Memoria Viva".

No Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, nos dias 21 e 22 de Outubro, será apresentado o espectáculo "Nise, a tragédia de Inês de Castro", pela companhia de teatro Nao d’amores, sobre uma das história de amor mais conhecidas dos portugueses.
A 23 este espectáculo sobe ao palco do Teatro Municipal de Bragança.

A Madrid Chamber Soloists Orchestra vai dar dois concertos, um no dia 16 de Outubro no Museu do Dinheiro, em Lisboa, e o outro no dia seguinte em Torres Vedras.

Com direção musical de Nuno-Côrte Real, "A vida secreta. Uma ópera de bolso", é uma ópera que retrata o mundo surrealista do pintor espanhol Salvador Dalí através dos olhos da sua companheira e musa Gala e que vai ter três apresentações: 23 de Outubro em Pombal, 24 em Alcobaça e 26 no Centro Olga Cadaval, em Sintra.


Entretanto, o guitarrista e investigador Samuel Diz apresenta na Igreja de Santiago, em Palmela, a 30 de Outubro, o seu trabalho de recuperação e interpretação da música da Geração de 27, realizado com a guitarra original de Federico García Lorca.
Samuel Diz é um intérprete e investigador da música da Geração de 27 e do exílio republicano espanhol.

A 07 de Outubro inaugura na Galeria de São Mamede, em Lisboa, a exposição individual de Alberto Reguera, "Expandidas paisagens abstratas tridimensionais", onde o artista mostra as suas obras por meio de duas vertentes: as paisagens abstratas tridimensionais e as pinturas em expansão sobre tela.

Já na Fundação D. Luis I, em Cascais, a artista Núria Vidal apresenta "Rendición", uma exposição individual de pintura.

O dia 17 de Outubro é marcado pela finissage de "Ídolos. OIlhares Milenares", no Museu Nacional de Arqueologia, uma exposição que nos mostra como as comunidades agro-pastoris do centro e sul de Portugal e Espanha, com recurso a diferentes materiais e em linguagens codificadas, que foram legadas entre muitas gerações, representaram e trataram o corpo humano, recordaram antepassados e imaginaram divindades. O dia 17 de Outubro é marcado pela finissage de "Ídolos. OIlhares Milenares", no Museu Nacional de Arqueologia, uma exposição que nos mostra como as comunidades agro-pastoris do centro e sul de Portugal e Espanha, com recurso a diferentes materiais e em linguagens codificadas, que foram legadas entre muitas gerações, representaram e trataram o corpo humano, recordaram antepassados e imaginaram divindades.

No Centro Português de Fotografia, no Porto, inaugura no dia 23 uma exposição intitulada "Um Olhar Comprometido", que reúne125 fotografias de Nicolás Muller (Orosháza, Hungria, 1913 – Andrín, Espanha, 2000) e que pretende alargar o conhecimento do trabalho deste importante fotógrafo, que testemunhou uma época que deixou a Europa pejada de cicatrizes e efetuou um registo notarial da forma como decorria a vida dos operários do seu tempo.

No dia 30 de Outubro, é inaugurado em Palmela “O Caminho Ilustrado. Uma viagem pintada por Alicia Aradilla”, um projecto da ilustradora e autora de cadernos de viagem, que reúne 60 aquarelas.

Em Lisboa, a 20 de Outubro, celebra-se um Encontro de Poetas de Portugal e Espanha, inserido no Festival Poesia a Sul, que este ano vem de Olhão para o Instituto Cervantes de Lisboa.

Os intervenientes são os poetas Nuno Júdice, Manuel Alberto Valente, Maria do Sameiro Barroso, Fernando Cabrita e Salvador Santos, de Portugal, e Manuel Moya, Mario Rodriguez, Ignacio Vasquez-Molíni, Antonio Crespo Massieu e Carmen Vargas, de Espanha.

A 23 de Outubro, na Biblioteca Municipal de Olhão, realiza-se um novo Encontro de Poetas de Portugal e Espanha, com: Sara F Costa, Fernando Cabrita, Renato Filipe Cardoso, Rute Castro, Pedro Jubilot, Rogério Cão, Luis Ene, Vitor Cardeira , Manuel Alberto Valente e José Carlos Barros, de Portugal; Felisa Zarza, Juan Antonio Moniz, Alba Madero Milla, Carmen Vargas, Ignacio Vasquez Molini Uberto Stabile, Gema Etudillo e Carlos da Aira, de Espanha.

A Fundação José Saramago vai acolher o colóquio sobre a relação entre a edição e a tradução, no dia 28 de Outubro e que conta com Pilar del Rio como moderadora.

Para o Cine-teatro S. João em Palmela, e para o dia 30 de Outubro, estão programadas seis conferências e duas tertúlias sobre a história, geografia, arte, musicologia, religião ou economia, diferentes aspectos que se cruzam no Caminho de Santiago. A jornada termina com um concerto temático sobre Lorca e a peregrinação, pela mão do guitarrista clássico Samuel Diz.


A partir do dia 26 de Outubro, no porto de Lagos, vai ser possível visitar A Nau Victoria, a réplica do navio que, entre 1519 e 1522, conseguiu realizar a maior aventura marítima da história: a Primeira Volta ao Mundo dos capitães Magalhães e Elcano. A Nau abre as portas a grupos de centros educativos na marina de Lagos nos dias 26, 27, 28 e 29, das 10:00 às 14:00.
A entrada é gratuita, mas de marcação prévia para:

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade