Argentina Santos sairá da Basilica da Estrela para o Cemitério de Carnaxide

O corpo da fadista Argentina Santos, que morreu hoje aos 95 anos, está na Basílica da Estrela. Ministra da Cultura, Museu do Fado e autarquia reagiram à morte da artista.

 

O velório da fadista realiza-se na Basílica da Estrela, em Lisboa, onde na terça-feira pelas 15:00 é rezada missa de corpo presente, saindo em seguida o funeral para o Cemitério de Carnaxide, a poucos quilómetros de Lisboa.

Nascida a 06 de Fevereiro de 1924 no bairro lisboeta da Mouraria, foi na vizinha Alfama que Maria Argentina Pinto dos Santos, de seu nome completo, fez vida e carreira, nomeadamente à frente da casa de fados Parreirinha de Alfama, onde uma vez, na década de 1950, numa tertúlia, lhe pediram para cantar e entrou numa desgarrada "por mero acaso", como contou numa entrevista à agência Lusa.

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, em comunicado afirmou: "Com o seu exemplo pessoal e profissional, de coragem, determinação e dedicação aos traços mais originais e profundos do fado, Argentina Santos tornou-se símbolo desta forma de arte".

Também o Museu do Fado se manifestou, através das redes sociais, o "profundo pesar" pela morte de Argentina Santos, enquanto a Câmara Municipal de Lisboa escreveu no Twitter: "Agora é definitivo, as Escadinhas de São Miguel não voltam a ouvir os passos da grande Argentina Santos. Felizmente, a sua voz ficará a ecoar para sempre".

Em 2013, a fadista foi condecorada pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com a comenda da Ordem do Infante.

Fim do Ano

Fim do Ano

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade