Liam Neeson procura a “Vingança Perfeita” a 07 de Fevereiro

‘Vingança Perfeita’ relata a história de Nels Coxman (Liam Neeson), um homem tranquilo, que trabalha como limpador de neve, e cujo filho é morto por um poderoso traficante de drogas.

 

“Vingança Perfeita”, um remake de um filme norueguês “In Order of Disappearance “(2014) -, é, segundo o protagonista Liam Neeson “um turbilhão de vingança, violência e humor negro”.

Confrontado com a notícia, Nels Coxman segue um caminho de vingança, sem se aperceber onde se está a meter. “Ele acha que vai atrás de uma pessoa que matou o seu filho. Na verdade, tudo se transforma num turbilhão de vingança e violência. E tudo isso atravessado por uma partícula de humor negro”, acrescenta Neeson. 

Realizado pelo norueguês Hans Petter Moland, o filme tem argumento de Frank Baldwin e conta, para além de Liam Neeson (nomeado para o Óscar em ‘A Lista de Schindler’) com Laura Dern (‘Livre’; ‘Parque Jurássico’), Emmy Rossum (‘O Fantasma da Ópera’) e Tom Bateman (‘Um Crime no Expresso do Oriente’.

A trama de “Vingança Perfeita desenrola-se em Kehoe. A temperatura é de 10 graus negativos e a descer nesta requintada estância de esqui nas Rocky Mountains. A polícia local não está habituada a ter de lidar com muita ação até que um dia o filho de Nels Coxman (Liam Neeson), um pacato limpador de neve, é assassinado às ordens de Viking (Tom Bateman), um excêntrico barão da droga. Consumido pela raiva e armado com artilharia pesada, Nels parte para a vingança e decide desmantelar o cartel de Viking, um homem de cada vez, embora quase tudo o que ele sabe sobre homicídios vem do que leu em livros de crime. À medida que os cadáveres se amontoam, as ações de Nels provocam uma guerra entre Viking e o gang rival liderado por White Bull (Tom Jackson), um chefe da máfia Nativo-Americano. Rapidamente, os sopés brancos da cidade vão começando a ficar pintados de vermelho.

“Vinçança Perfeita” chega aos cinemas a 07 de Fevereiro

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade