Em Junho visitar os Passadiços do Paiva fica mais caro

Em Junho visitar os Passadiços do Paiva fica mais caro
Passadiços do Paiva

Foi hoje, dia 07 de Maio, aprovado pela autarquia de Arouca os novos preços dos "Passadiços do Paiva", que entrarão em vigor a 01 de Junho de 2019.

 

Um dos locais mais visitados no interior do país e galardoado pelo World Travel Awards, Passadiços do Paiva, vai ter um aumento de preços já a partir do dia 01 de Junho.

Assim, segundo a Lusa, o bilhete individual passará assim de um para dois euros e, se adquirido presencialmente no dia da visita, subirá de dois para quatro euros. No entanto as crianças continuam a ter entrada livre, mas agora só até aos 10 anos, quando antes se aplicava até aos 12.

Estes preços, segundo a Lusa, aplicam-se à época alta, entre 1 de Abril e 30 de Outubro, e a presidente da Câmara Municipal, Margarida Belém, atribui-a à necessidade de "atenuar a diferença entre a receita dos passadiços e aqueles que são os seus efectivos custos de operação" - no que se refere a encargos como os associados à gestão de entradas, aos serviços de limpeza de percurso e sanitários, ao funcionamento dos parques de estacionamento e ao "backoffice" de reservas e bilhética.

A edil, referiu a Lusa, que "neste momento o valor arrecadado não cobre todas estas despesas e, embora não seja fundamental ter lucro, até porque a construção dos passadiços teve apoio comunitário, é preciso aproximar a receita dos efectivos custos de operação deste equipamento, cujo impacto social e económico no território tem sido tremendo".

Os oito quilómetros entre a Praia do Areinho e o lugar da Espiunca, sempre ao longo das escarpas do Paiva e através de áreas antes inacessíveis à circulação pedestre, continuará, em todo o caso, a ser de 2.000 pessoas por dia, o que Margarida Belém define como "o número ideal para garantir a qualidade da visitação".

Pensando numa procura que é sempre "muito grande", o novo tarifário introduz duas vantagens para os utilizadores dos Passadiços: a primeira é que quem tiver adquirido um bilhete para determinado dia e não o utilizar nessa data pode revalidar a nova visita mediante "o pagamento de um suplemento de 50%" e a segunda é que operadores turísticos que representem "comprovada mais-valia para o território" poderão beneficiar de 20% de desconto na compra dos seus bilhetes, após o devido processo de verificação pelos serviços da autarquia e assinatura.

A autarca explicou, segundo a Lusa que pretendem "dar um maior apoio aos operadores que nos visitam de forma organizada e esses podem agora requerer à Câmara uma certificação que lhes proporcionará descontos e que permitirá remarcações, por exemplo, mediante alguns comprovativos que demonstrem que os seus grupos deixam reais mais-valias no resto do concelho - como as que se referem a dormidas no território, aquisição de refeições, compras e outras experiências turísticas".

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade