Diogo Piçarra disse no Centro Cultural de Belém que o público "faz de mim a pessoa mais feliz do Mundo"

Diogo Piçarra disse no Centro Cultural de Belém que o público "faz de mim a pessoa mais feliz do Mundo"
Armando Saldanha

O Grande Auditório do Centro Cultural de Belém encheu-se de jovens dos 08 aos 80 apara ouvir a boa voz e ver o bom espectáculo de Diogo Piçarra.

 

Depois de em 2012 ter ganho a quinta temporada do talentshow Ídolos, foi para a London Music School estudar, fez alguma estrada, deu voz a bandas sonoras de telenovelas e gravou um disco. Hoje recebeu a noticia que o seu disco, Espelho, atingiu o galardão de Ouro.

A mini digressão, com o nome do disco, começou hoje em Lisboa e passará por Braga e Porto.

Foi com o tema "Sopro" que o concerto começou, não sem antes ter existido uns minutos de instrumental com um bom jogo de luzes.

O público, maioritariamente jovem, pegou nos telemóveis e começaram a fotografar e filmar o tema. Desta vez o aviso dizia que só era proibido o uso de flash, poupando os assistentes de sala de fazerem a sua ginástica habitual a descer e subir escadas para avisar os espectadores para não captarem imagens.

O tema que se seguiu, foi uma estreia. Diogo explicou "é a primeira vez que canto esta música em público". A meio de "Crescente", o cantor pede "CCB levantem esses telemóveis, por favor". Uma bonita imagem foi o resultado, com centenas de luzinhas por todo o lado.

Diogo Piçarra confessou que "nos bastidores fartei-me de chorar", devido à noticia que recebeu de ter atingido o galardão de disco de Ouro. Ou seja o "Espelho" vendeu mais de 7500 cópias. Mas de seguida referiu que "tenho que vos agradecer muito", porque foram "vocês que compararam a minha música e fazem de mim a pessoa mais feliz do Mundo".

Previamente colocado em cima de cada um dos lugares, a folha de tamanho A4 com a frase "É tudo verdadeiro", foi levantada logo após Diogo ter dito o nome da música e surgirem os primeiros acordes. Toda a Sala exibia a folha tornando mais uma vez uma bonita imagem na plateia. Pouco antes de terminar sai como uma bala do palco a subir a escadaria do Grande Auditório e descendo na mesma velocidade até ao palco. Foi a forma que encontrou de se aproximar dos seus fans. No final do tema o cantor desejou "que seja tudo verdadeiro nas vossas vidas".

Bastante contente com o concerto e como o seu público estava a reagir, mostrou ser ambicioso e disse "fica combinado para o ano encontramo-nos no Coliseu ou no Campo Pequeno". O público agradeceu a ambição com um forte aplauso.

Uma das surpresas da noite foi um cover de uma das mais carismáticas bandas portuguesas, os Sétima Legião. Em "Por quem não esqueci", Diogo disse "quem não conhece esta música?". Para surpresa dos mais velhos, a juventude sabia a letra e acompanhou o cantor durante o tema.

Já no encore, veio a convidada Isaura. Curiosamente os dois participaram no mesmo talentshow da RTP. Diogo e Isaura participaram no Operação Triunfo em 2010, sendo que ele não passou para as semifinais, ao contrário de Isaura. Cinco anos depois gravam um tema juntos "Meu é teu", que hoje mostraram ao público do CCB como ambos estão bem sincronizados.

O concerto termina com o tema "tu e eu", o seu primeiro single de "Espelho". O público acompanhou, de pé, todo o tema.

Quando acabou, os gritos a pedir mais eram bastantes, sinal que tinham gostado muito. No entanto, Diogo Piçarra, apenas cantou mais uma vez o refrão de "Tu e eu".

Para tentar rapidamente chegar ao galardão de Platina, estava montada uma banca no Foyer do CCB para venda de discos, onde o cantor iria autografar.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade