Organização do Festival F espera cerca de 20mil visitantes

A zona histórica de Faro recebe neste fim de semana o Festival F que deverá levar à capital algarvia cerca de 20.000 pessoas, atraídas pelos 30 concertos de música portuguesa espalhados por seis palcos.

O evento, que vai na sua segunda edição, mas desta feita em formato XL, tem como cabeças de cartaz António Zambujo, Carlão, David Fonseca, Diogo Piçarra, Manel Cruz e Deolinda, estando prevista também a realização, em paralelo, de tertúlias literárias e de exposições de artes plásticas.

"Vamos ter uma média de sete a oito concertos por dia, num total de 30 concertos, espalhados por seis palcos, um deles com uma dimensão bastante grande, para acolher mais ou menos 5.000 pessoas por espectáculo", explicou, à Lusa, Joaquim Guerreiro, director-delegado do Teatro Municipal de Faro, responsável pela organização do evento.


Uma das novidades é a existência de um novo palco de grandes dimensões, o Palco Muralhas. Espaço privado, fechado há mais de uma década obrigou à reabertura da antiga Travessa das Freiras encerrada há cerca de 200 anos, passando a chamar-se Beco das Muralhas, explicou o vice-presidente da Câmara de Faro, Paulo Santos.

"O espaço Muralhas é um dos grandes atractivos do festival, mas também há o espaço Q, aberto durante o verão por um conjunto de associações", observou, sublinhando que o Festival F não vive só de música e que um dos grandes objectivos é mesmo dinamizar o centro histórico da cidade, porque com o evento "toda a vila adentro ganha aqui uma vida forte".

No palco Museu, situado nos claustros do antigo convento da cidade, está prevista a realização de concertos mais intimistas, com os músicos Mazgani, Filho da Mãe, Peixe e Norberto Lobo.

No palco Afonso III actuarão os Linda Martini, Mónica Ferraz, João Lum, Orblua, Rita Redshoes e Virgem Suta.

No palco Quintalão tocam Moullinex, The Miranda's, Sara Paço e Mopho e, no palco Castelo, Márcia, Xinóbi, D'Alva e Riot.

Os bilhetes para os dois dias de festival custam 20 euros em pré-venda, enquanto as entradas diárias são a 12 euros, aumentando um euro nos dias do evento.

O festival terá ainda o espaço Baby F, destinado a crianças dos três aos dez anos, que custará aos pais um euro por hora e que funcionará das 20:00 às 02:00.

As portas do recinto abrem às 18:00 e os concertos começam às 19:15.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade