Mark Steiner regressa a Portugal para apresentar "Saudade"

O musico Mark Steiner regressa a Portugal, um ano depois, para quatro concertos.

Em Maio de 2014, há precisamente um ano, Mark Steiner esteve em Portugal a acompanhar Mick Harvey numa digressão que incluiu espetáculos em Aveiro, Guimarães e Lisboa.

Este mês, regressa, em nome próprio, com o seu projecto Mark Steiner & His Problems para apresentar, ao vivo, o mais recente álbum "Saudade".

Nos concertos que tem preparados para Portugal, Mark Steiner será acompanhado pelo multi-instrumentista argentino e co-produtor deste trabalho, Henry Hugo, o violinista Checo Pavel Cingl (ex-Snake Eaters e ex-Phil Shoenfelt & Southern Cross) e Tracy Vandal, a escocesa residente em Coimbra que, além de outros temas, interpreta, ao vivo Unbearable, inicialmente gravado com Sally Norvell (Congo Norvell).

Mark Steiner está em Portugal de 25 a 28 de Junho no Sabotage Club em Lisboa, Salão Brazil em Coimbra, Plano B no Porto e ainda no Sé La Vie numa matiné muito especial em Braga.

O novo álbum Saudade inclui 13 temas co-produzidos pelo argentino Henry Hugo e o próprio Mark Steiner e misturados por Martin Bisi. Gravadas nos Stagger Home Studios em Oslo, estas canções foram inicialmente pensadas por Mark e Henry com o baixista dinamarquês Thomas Borge (Halph), em conjunto com dois bateristas alternantes, Tobias "Tex" Lange (Dinamarca) e o norueguês Gunnar Motland (ex-Goo Men). O baixista inglês Graham Mansfield (Liberty Takers) juntou-se também, mais tarde a este projecto para gravar algumas canções.

"Saudade" reúne participações de uma série de artistas de vários pontos do planeta. Da Austrália, o álbum conta com a participação de Mick Harvey, ex- Bad Seeds (The Birthday Party), Julitha Ryan (Silver Ray), e Rosie Westbrook (ex-membro da banda de Mick Harvey). De Nova Iorque, Sally Norvell (Congo Norvell), Paul Wallfisch (Ministry of Wolves, Botanica, ex-Firewater), e Tricia Warden (ex-Liarface). Da Noruega, Emil Nikolaisen (Serena Maneesh), Øystein Sandsdalen (Le Corbeau), Oddrun Valestrand (Tundra Mode), Celile Güzelce (Stillephonema), e Odd Johansen (Oddpopp). Da Escócia, Graeme Miller (Louise McVey & Cracks in the Concrete, Hamper). Há ainda uma participação portuguesa de Ricardo Silva.

"Saudade" é uma junção equilibrada de algumas versões de temas que marcaram o artista e temas originais de Mark Steiner, incluindo um tributo ao realizador avant-garde, mentor e amigo Adolfas Mekas.

Na realidade, as várias interpretações do trabalho escrito por Billie Holiday, Lou Reed, Bruno Adams (de The Fatal Shore e Once Upon a Time), Robert Burås (de Madrugada e My Midnight Creeps), e Rowland S. Howard (de The Birthday Party, Crime & the City Solution e These Immortal Souls) podem, também, ser consideradas tributos aos compositores já falecidos. Na perspectiva de Mark Steiner, "Saudade" significa manter as canções que compõem o álbum e a memória destes artistas vivas.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade