Revive: Paço Real de Caixias, em Oeiras, de novo a concurso

por: António Manuel Teixeira

Foi lançado o novo concurso público para a concessão do Paço Real de Caxias, em Oeiras, imóvel construído em meados do século XVII e que se encontra classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1953.

O imóvel será, no âmbito deste novo procedimento, concessionado por 50 anos, por uma renda anual mínima de 174.912 euros, estimando-se um investimento de recuperação na ordem dos 11 milhões de euros. A área de construção total é de 5.817 m2.

Os investidores interessados terão agora um prazo de 48 dias, a contar do dia 04 de Agosto de 2022, para apresentação de propostas no novo concurso, em condições idênticas às do concurso anterior.

O Paço Real de Caxias é um dos 33 imóveis inscritos na primeira fase do Revive, que neste momento integra já 52 imóveis, sendo este um programa conjunto das "áreas governativas da economia, da cultura, das finanças e da defesa, desenvolvido em estreita articulação com as autarquias locais e que tem por principal objectivo recuperar e valorizar património público devoluto e reforçar a atratividade dos destinos regionais", refere .o comunicado do Ministério da Economia e do Mar.

Embora em Março de 2020 já tinha sido concessionado ao Turim Hotels, com a finalidade lhe ser dado um uso turístico, acabou por não se concretizar, uma vez que coincidiu com o início da pandemia, originando "inesperadas transformações". Devido a esse facor a concessionária não foi capaz de cumprir o contrato.

Por consequência, este ano "reconhecendo a inviabilidade da execução dos termos do contrato pela concessionaria, as partes acordaram na sua revogação", sendo agora lançado novo concurso que "pretende dar, finalmente, uma nova vida a este imóvel histórico", com uma localização excepcional, em frente à linha de costa, no concelho de Oeiras, no qual se destacam as esculturas nos jardins, os tectos pintados e os azulejos azuis e brancos na fachada do edifício principal.

Actualmente, estão abertos os concursos para a concessão da Casa Grande, em Pinhel, e da 7.ª Bateria do Outão, no Parque Natural da Arrábida, concelho de Setúbal, estando ainda a decorrer os concursos lançados para concessão dos Fortes de São João e de São Pedro, em Cascais.

Toda a informação sobre o novo concurso para a concessão do Paço Real de Caxias está disponível no site do Programa REVIVE a partir da data do seu lançamento.

Para a Secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, "o Paço Real de Caxias é um activo estratégico, que merece ser valorizado e divulgado."

Rita Marques acrescente, em comunicado, que o Programa Revive "ajudará a que este património seja requalificado, passando a acolher um projeto turístico de qualidade tal como se impõe”.

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade