Na Central de Reservas da Accor, os operadores não sabem falar inglês

por: António Manuel Teixeira
Na Central de Reservas da Accor, os operadores não sabem falar inglês
Accor

Pretendíamos fazer uma reserva para uma unidade hoteleira, do Grupo Accor, na Alemanha. No entanto não foi possível, entre outros motivos, porque "só falo português do Brasil", terá de contactar o hotel directamente.

Ao tentarmos reservar para uma unidade hoteleira numa cidade alemã, deparámo-nos com uma dificuldade técnica. Contactámos a centrar de reservas, para fazer a reserva. Mas a operadora Jaceline Bernardes disse "o meu sistema não me está a deixar fazer a reserva, pois o hotel está cheio". Informamos que tínhamos um cartão que nos garantia quarto até dois dias antes da chegada. Mas Jaceline respondeu "não tenho como fazer nada, só transferir a sua chamada para o hotel e falar com eles".

Não entendemos porque a Central de Reservas nos transferia a chamada para o hotel e não falava ela. A sua resposta foi simples: "o hotel é na Alemanhã e eu não falo alemão". Perfeitamente aceitável, pois não é uma língua muito comum. Sugerimos que falasse em inglês, pois assim ambos se iram entender. Mas para nosso espanto responde "não sei falar inglês, apenas português do Brasil". Questionamos se não poderia pedir a outro operador para o fazer, mas respondeu "aqui ninguém fala inglês, mas se quiser eu passo para a linha inglesa".

Será possível que um grupo hoteleiro internacional tenha na sua Central de Reservas operadores que não saibam falar inglês?

QATAR turismo

RIU Hotels & Resorts

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade