Marriott Internacional vai eliminar o plástico e ter uma ementa "mais responsável para com os oceanos"

Marriott Internacional vai eliminar o plástico e ter uma ementa "mais responsável para com os oceanos"
Divulgação

A Marriott Internacional comunicou que já tem em processo a eliminação do plástico "em todas as 30 marcas da cadeia dos seus hotéis" e que irão apresentar uma nova ementa "mais responsável para com os oceanos".

 

Segundo o comunicado enviado pela Marriott Internacional, está em curso a redução do "impacto ambiental ao substituir pequenas embalagens de shampoo não descartáveis em todas as 30 marcas da cadeia dos seus hotéis".

A cadeia de hotéis anunciou planos para se tornar uma empresa "mais sustentável que visa eliminar as embalagens de plástico descartáveis, incluindo frascos de shampoo, condicionador e sabonete, em todos os sete mil hotéis, espalhados em 131 países até ao final de 2020". O grupo assume o compromisso "que conseguirá, eventualmente, eliminar cerca de 500 milhões de pequenas embalagens por ano".

No comunicado salienta que "espera reduzir, pelo menos, uma das fontes de poluição dos seus hotéis", afirmando que "até então, as pequenas embalagens usadas pelos hotéis acabam dispensadas em aterros ou incineradas".

 

No dia 17 de Setembro os restaurantes dos hotéis da cadeia Marriott irão apresentar uma nova ementa "mais responsável para com os oceanos, fruto de um trabalho pioneiro realizado em parceria com a organização de conservação da natureza Associação Natureza Portugal, em associação com a WWF (ANP|WWF)", revela em comunicado.

Nos últimos dois anos, a ONG analisou as espécies de peixe e marisco mais consumidas nos seus restaurantes, aplicando a sua metodologia de avaliação que analisa as espécies, "a forma de captura ou produção e a zona geográfica, com vista a definir o pescado com menos impacto ambiental e social e criar ementas mais responsáveis", explicou.

Perante isso o grupo irá "diversificar as espécies de peixe na ementa, oferecer mais e melhor informação aos consumidores sobre a origem do peixe e marisco que consomem, escolher pescado com certificação e ter atenção aos tamanhos mínimos para cada espécie", frisou.

No comunicado é referido que Ângela Morgado, Directora Executiva da ANP|WWF afirmou que a Marriott Internacional foi "a primeira empresa a analisar as espécies de pescado que estavam a comprar, e a aceitar implementar um plano de melhoria com vista a criar uma carta mais sustentável e responsável para com os nossos oceanos". A dirigente reforçou afirmando que “desde cedo que compreenderam a nossa mensagem: nem tudo o que vem à rede é peixe para comer. Há muitos factores a ter em conta antes do peixe chegar ao nosso prato", vincando que "esta cadeia é um exemplo de como é possível ter uma carta sustentável sem perder qualidade, variedade e sabor”.

Elmar Derkitsch, Director Geral do Lisbon Marriott Hotel acrescenta que a "sustentabilidade será a próxima vanguarda da nossa cozinha". Para o dirigente "a maioria das pessoas, simplesmente, encaram os peixes e marisco como alimento, infinitamente abundante, além de ignorar a sua importância para a biodiversidade". No entanto "a realidade é que algumas espécies já se encontram ameaçadas e em vias de extinção". Elmar Derkitsch afirmou que é com "imenso orgulho que associamos a este projecto com o intuito de incentivar os hóspedes e clientes a fazer a escolha certa". E concluiu salientando que os nossos restaurantes "apresentarão uma nova carta com uma maior diversidade de peixes e marisco que tenham o selo de pesca e aquicultura sustentável“.

Fazer descarga de anexos:
Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade