Accor tem em Bogotá o seu primeiro hotel totalmente livre de plástico

Utilizando uma estratégia implementada há meses, com o objectivo de evitar o uso de plástico descartável, “o hotel Sofitel Bogotá Victoria Regia é hoje um exemplo na América do Sul.”

 

 

Esta unidade hoteleira totalmente livre de plástico resulta de um trabalho conjunto entre os diferentes departamentos envolvidos na operação, como compras, alimentos e bebidas, empregada doméstica, talento humano e manutenção.


Contudo esta iniciativa não se reflecte apenas na experiência positiva do cliente, “mas é rentável para uma indústria que tem uma grande responsabilidade ambiental.”

 

O maior impacto dessas novas diretrizes é registrado na área de alimentos e bebidas. Os recipientes de plástico onde a comida para viagem é oferecida, assim como os talheres e copos, foram substituídos por recipientes biodegradáveis ​​à base de amido de milho.

 

“A principal característica deste material é que ele vem da natureza e retorna para ela. Além disso, é um material resistente a baixas e altas temperaturas, tem uma aparência agradável e mantém aromas e sabores”, explica David Kianni, gerente geral do hotel.

 

Da mesma forma, canudos e misturadores de plástico foram trocados por papel e bambu, respectivamente, e são oferecidos apenas a pedido do cliente. A vantagem resulta do facto de não perderem a rigidez na água levando muito menos tempo para se decompor do que os modelos tradicionais de plástico.

 

A mudança, da mesma forma, é percebida no fornecimento de água. As garrafas plásticas foram completamente eliminadas. Agora os hóspedes têm garrafas de vidro ou a água filtrada “Natura”, oferecida em uma máquina de tripla filtração com a mais recente tecnologia.

 

Os quartos do hotel Sofitel Bogotá Victoria Regia não escapam desta revolução, onde é possível encontrar medidas como a substituição de garrafas plásticas por garrafas de vidro. Além disso, o hotel foi mais longe porque solicita ao seu fornecedor que reciclem e reaproveitem esses recipientes.

 

“Como parte do nosso compromisso com a sustentabilidade, a água que não é consumida nas garrafas é colectada diariamente. Ao invés de ser descartada, ela é usada para regar plantas e flores do hotel. Isso, por sua vez, também reduz o desperdício”, diz Kianni.

 

O serviço de lavandaria e kits de higiene também ganharam inovações. Os protectores de roupas já não são de plástico, mas sim de pano, o que permite que sejam reutilizados. Já os itens de higiene como kit dentário ou toucas de banho, são embalados em papel kraft, revestidos com ácido polilático, que é um polímero biodegradável. E os chinelos são acomodados em sacos de pano.

 

Na academia, as garrafas de água deram o seu lugar a um dispensador e copos à base de amido de milho. Além disso em todas as áreas do hotel há filtros de água para evitar o consumo de garrafas de plástico.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade