Vila Galé "superou os resultados de 2017", com uma receita de 184 Milhões de euros

Vila Galé "superou os resultados de 2017", com uma receita de 184 Milhões de euros
O Turismo . PT

O Grupo Vila Galé apresentou um balanço positivo do ano 2018, com um crescimento de 6% em relação ao ano passado.

 

O administrador do grupo hoteleiro, Gonçalo Rebelo de Almeida, afirmou que 2018 “correu relativamente bem à Vila Galé em Portugal e no Brasil, mas foi muito desafiante, porque vínhamos de um 2017 muito positivo. A ambição de manter ou superar os resultados era grande”. Explicando parecer “um ano altamente promissor nos primeiros nos primeiros quatro, cinco meses que depois foram atenuados”.

Em Portugal, o grupo detém 23 hotéis, que geraram "112 milhões de euros de receitas, que comparam com os 106 milhões registados em 2017", afirmou o administrador.

Já as oito unidades hoteleiras que o grupo detém no Brasil somaram "receitas de 318 milhões de reais", representando um aumento de 20% face aos "265 milhões de reais" verificados no ano anterior.

Sobre as duas aberturas nacionais, Sintra e Braga, Rebelo de Almeida explicou: "Sintra respondeu muito bem no segmento de Verão, Famílias com crianças". Igualmente "um sucesso grande com eventos", que alcançou resultados "acima das expectativas". Por sua vez a "procura dos pacotes médicos, começaram agora". A mais recente unidade, nacional, do grupo Vila Galé Collection Braga, registou "uma classificação dos clientes de 9.7". O administrador salientou que "o balanço global destes dois hotéis é positivo".

Em 2018, no mercado nacional, contabilizaram-se cerca de 977 mil quartos ocupados, em linha com 2017, explicando que existiu “um fenómeno de uma ligeira quebra na estadia média, o que faz com que o mesmo número de clientes em absoluto produza menos noites”, explicou o administrador

Ao longo de 2018, um ano marcado pelo 30.º aniversário do grupo, foram criados 100 postos de trabalho em Portugal e 400 no mercado brasileiro.

As próximas aberturas são em final de Abril, o Vila Galé Collection Elvas. Com 81 quartos, SPA com piscina interior, salão de eventos, dois restaurantes com oferta gastronómica diferenciada, bar, adega, biblioteca e piscina exterior, resultará da reabilitação do antigo Convento de São Paulo.

Na mesma altura será inaugurada a primeira fase, com oito quartos, do Vila Galé Douro Vineyards. Na quinta da Amendoeira, a seguir à Folgosa, na estrada para Pinhão, surgirá um hotel junto ao Douro com produção de vinho e uma forte componente de enoturismo e agroturismo. Com vista privilegiada para as vinhas e para o rio, contará com diferentes tipologias de alojamento, restaurante, piscina exterior e adega.

No final do ano está previsto abrir o Vila Galé Serra da Estrela. Um novo conceito irá nascer em pleno vale glaciar do Zêzere, no município de Manteigas. Será um hotel de montanha, com 91 quartos, no qual serão investidos cerca de nove milhões de euros. Localizada junto ao viveiro das trutas, esta unidade terá ainda piscina exterior aquecida, um restaurante, lobby bar, SPA, salão de eventos e estacionamento.

Em Dezembro ou em Janeiro, abrirá o Vila Galé Alter do Chão. Serão recuperadas e reconvertidas algumas partes da Coudelaria de Alter: a casa de campo, as antigas cavalariças, o edifício administrativo e as antigas pocilgas, transformando-as num hotel de quatro estrelas dedicado à temática equestre e tenha 76 quartos, SPA, restaurante de gastronomia regional.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade