“O Cazador” de Marc Berger, um amor transtornado

“O Cazador” de Marc Berger exibido em estreia nas longas metragens em competição, trouxe um tema terrivel tratado de uma forma muito subtil



Marc Berger conta a história de Ezequiel, um adolescente gay, de 15 anos que se relaciona acidentalmente com um jovem de 21, Mono.
Tudo corre bem até que Ezequiel recebe um vídeo onde está ele próprio a fazer sexo com outro menino que não é Mono.

A partir daqui começa todo um esquema de chantagem que destrói a relação de Ezequiel e vai destruindo a sua vida.
Este filme que estreou na recente edição do Festival Internacional de Cinema de Roterdão mostra como um adolescente em “pleno despertar sexual, se vê preso numa armadilha que o força a escolher entre ver exposta a sua sexualidade ou colaborar com um esquema de pedofilia”.

Marco Berger é um realizador e argumentista argentino. Estudou na Universidad del Cine, em Buenos Aires. Os seus filmes já foram exibidos e premiados em festivais internacionais de cinema como a Berlinale e Roterdão.

 
 

Mídia

Votação Pública Festival ART&TUR

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade