ART&FACTORY: o autarca de Torres Vedras diz que se sente "na obrigação de os projectar no mundo"

Foram ontem apresentados em estreia, perante o Júri Internacional do Festival ART&TUR, os quatro candidatos do ART&FACTORY.

 

O ART&FACTORY consiste numa competição com duração de seis dias, em que equipas lideradas por realizadores profissionais, e constituídas por quatro elementos cada, competindo pela produção do melhor filme.

As quatro equipas, sendo que três delas são reincidentes: a do Brasil, liderada por Marco Calábria; do Japão, coordenada por Tsuyoshi Kigawa; a equipa do Paquistão/EUA, dirigida por Imran Khan e Cedric O’Bannon e por fim a equipa japonesa.

Em entrevista exclusiva a O Turismo PT, o edil de Torres Novas disse que o que viu "é qualquer coisa de inimaginável", reforçando que "quando se vê um projecto assim, à partida sem qualquer ajuda, é algo que me leva a concluir que afinal é possível devido à criatividade". Todos os filmes foram feitos sem qualquer orçamento, sendo essa a regra principal, e que abordassem o concelho. O director do ART&TUR, Francisco Dias afirmou ser "possível fazer omeletas sem dinheiro".

Carlos Bernardes afirmou que "a partir de hoje a região ficou mais rica, porque pessoas vindas de outros países viram o nosso concelho, apaixonaram-se e a missão que parecia impossível (fazer um filme sem orçamento) tornou-se possível".
Dando os parabéns a toda a equipa do festival, o autarca reforçou que "foi muito importante a envolvência das comunidades locais". Salientando, emocionado, que "é maravilhoso ver a sala a sorrir durante apresentação dos filmes".

Um dos filmes é sobre uma localidade piscatória próxima da Ericeira, a Assenta. Toda a obra foi realizada no local, tendo como narrador um dos residentes. Sobre este filme Carlos Bernardes revelou que "não estava à espera" que fossem filmar para uma localidade tão pequena e, praticamente isolada. No entanto "passou a ser conhecida a nível mundial", frisou.

Em termos de lição para a autarquia que lidera referiu: "sem recursos financeiros, só com o que o ser humano tira de si próprio estes quatro filmes tornaram o concelho de Torres Vedras muito mais rico", compromentendo-se que está "disponível para que estes quatro filmes percorram o mundo". Outro compromisso que assumiu foi o de "divulga-los e a promove-los em todos os festivais do mundo". Para o autarca "é o tributo que posso fazer a estas quatro equipas", salientando que se sente "na obrigação de os projectar no mundo".

O filme vencedor do ART&FACTORY e os do ART&TUR serão conhecidos esta noite.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade