Revelado o Juri para o Festival da Canção 2019

Júlio Isidro volta a ser o Presidente do Júri escolhido pela RTP para avaliar as canções a concurso nas semifinais desta que é a 53.ª edição do Festival da Canção.

Ao presidente juntam-se este ano seis novos jurados:

Isaura - Cantora, compositora, e autora da canção vencedora do ano passado. Ao vencer a edição de 2018, "O Jardim" representou o nosso país na primeira Eurovisão realizada em Portugal.


Álvaro Costa
- Radialista, DJ e apresentador de televisão, é também presença habitual em espaços de comentário relacionados com música. Actualmente, podemos ouvi-lo na Antena 3 e vê-lo na RTP Memória.


Selma Uamusse
- Cantora de origem moçambicana com trajectória entre o jazz, o gospel e a soul, integrou os WrayGunn e colaborou com Rodrigo Leão. Em 2018, participou no tributo às Doce na Grande Final do Festival da Canção.


Pedro Penim
- Membro fundador e director artístico do Teatro Praga, é também encenador e actor. Fã do Festival Eurovisão da Canção desde sempre, apresentou a Blue Carpet e moderou as conferências de imprensa da edição 2018 do concurso.


Maria João
- Cantora de jazz, com vasta discografia e reconhecida a nível internacional, é também figura popular na televisão portuguesa, nomeadamente como directora da escola da Operação Triunfo.


Rita Redshoes
- Cantora, compositora e instrumentista. Participou como compositora na edição de 2017 do Festival da Canção, assinando "O que eu vi nos meus sonhos", canção interpretada por Deolinda Kinzimba.


No que concerne às votações as mesmas irão decorrer sob um esquema de 50/50: o peso do voto será repartido entre o público em casa e um júri escolhido pela RTP. Na final, as votações do júri serão associadas a 7 regiões diferenciadas, contando com Portugal Continental e Ilhas.

Em questões de empate, as regras são claras: nas semifinais passa o tema escolhido pelo júri, enquanto na final a canção que tiver sido mais votada pelo público será a vencedora.

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade