Prémios AHRESP: "O Turismo é uma fonte de inovação e essa é a chave do futuro”

por: António Manuel Teixeira
Prémios AHRESP: "O Turismo é uma fonte de inovação e essa é a chave do futuro”
AHRESP

"Um dia de orgulho no nosso País e nas nossas pessoas”, assim homenageou Carlos Moura, presidente da AHRESP, as empresas, profissionais e projectos distinguidos.

A oitava Gala dos Prémios AHRESP reuniu cerca de 600 pessoas no Casino do Estoril, contando com a presença do ministro da Economia, Pedro Reis; do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário; vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, Nuno Piteira Lopes; e presidente do Turismo de Portugal, Carlos Abade. na plateia, entre outros convidados esteve Luís Araújo, ex Presiente do Turismo de Portugal, que este ao longo da noite a receber cumprimentos.

Sobre a edição mais participada desde o lançamento dos Prémios AHRESP em 2015, com 424 candidaturas apresentadas e mais de 36.000 votos recebidos, Carlos Moura, presidente da AHRESP, destaca “um dia extraordinário de festa, um dia de orgulho no nosso País e nas nossas pessoas, traduzido num evento que distinguiu os melhores entre os melhores, motores da restauração, do alojamento e da promoção turística, no País e além-fronteiras; empresas, profissionais e projectos”

Durante o evento, o ministro da Economia, Pedro Reis, recordou o papel estratégico da AHRESP num país em que o Turismo deve ser a chave. “Em primeiro lugar, o Turismo permite-nos posicionar a economia do País de uma forma muito ímpar. Em segundo lugar coloca-nos no mesmo patamar que outros países considerados potências”. Salientando: “Um hub de natural atracção”, e reforçou que “o Turismo tem fonteiras muito porosas, pois o que acontece no Turismo tem vantagens para os serviços, indústrias, cidades e comunidades”“Por último, e não menos importante, o Turismo é uma fonte de inovação e essa é a chave do futuro”, considerou o ministro da Economia. 

Os vencedores da oitava edição dos Prémios AHRESP (Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal), que distingue empresas, instituições, estabelecimentos, regiões, eventos, produtos, serviços e profissionais dos sectores da Restauração, do Alojamento e da Promoção Turística em Portugal.  


Nas categorias votadas pelo público os vencedores são: 

• Categoria Embaixador Gastronómico  Lídia Brás | Restaurante Stramuntana 

• Categoria Melhor Restaurante  Solar dos Presuntos 

• Categoria Melhor Alojamento Turístico  Herdade da Malhadinha Nova 

• Categoria Estabelecimento Solidário  Turismo com Propósito 
 
• Categoria Sustentabilidade Ambiental  Cooking and Nature Emotional Hotel 

• Categoria Turismo nos Media  Aldeias com História | Jornal do Centro 
 
• Categoria Jovem Empreendedor  Vitor Hugo Machado Adão 

• Categoria Destino Revelação  Açores | Rotas Açores 
 
• Categoria Marcas à Mesa e Marcas na Cama  Bookinxisto 

• Categoria Profissional do Ano  Sandra Teixeira | Cozinha dos Lóios 

Nas categorias Prestígio, a  Comissão de Honra dos Prémios AHRESP elegeu: 

• Categoria Portugueses Lá Fora  Anthony Gonçalves 

Natural de Westchester, é filho de emigrantes de Póvoa de Penafirme (Torres Verdes) e Sabugal (Guarda). É um dos nomes luso-americanos mais destacados da cena gastronómica, apostando a alto nível na cozinha das suas raízes. A família e equipa de décadas, agora no KANOPI, captam a essência de Portugal, através de menus sazonais compostos por sabores do velho mundo e ingredientes frescos. Entende que "a sua filosofia culinária é uma belíssima mistura de herança e inovação". Tudo gira "à volta da família, o grande pilar pessoal e de negócio, e da ligação a Portugal", que alimenta a sua criatividade. Para o Chef Anthony Gonçalves não há dúvidas: "a melhor gastronomia do mundo é mesmo a portuguesa".

Veja aqui o percurso de Anthony Gonçalves. 

 

Categoria Personalidade do Ano  Fernando Nunes 

Desde 1980, ano de fundação da Visabeira, que assumiu a presidência e empreendeu a construção de um grupo empresarial, que tem hoje presença em vários domínios de actividade: telecomunicações, energia, infraestruturas, construção civil, imobiliária, indústria, turismo, comércio e serviços. No sector de turismo, o Grupo é hoje uma referência no segmento dos congressos, lazer e animação. A oferta hoteleira do Grupo é de nove unidades distribuídas pelo Centro de Portugal e Lisboa, estando ainda presente em Moçambique com vários hotéis da marca Montebelo. Para além dos restaurantes das unidades hoteleiras reconhecidos pela sua gastronomia, o Grupo tem ainda oito restaurantes autónomos que desenvolvem conceitos diversos, desde a cozinha tradicional até à culinária italiana. 

O prémio foi recebido pelo filho, Fernando Daniel Nunes, devido a "compromissos anteriormente assumidos"

Veja aqui o percurso de Fernando Nunes.

 

Categoria Mário Pereira Gonçalves  D. Jorge Ortiga 
Entre 1999 e 2021 foi Arcebispo de Braga. Homem do clero, mas também homem de coração da cidade, foi sempre proactivo e dinâmico, em constante procura de oportunidades para o crescimento e melhoria das realidades que envolveram a sua actividade como Arcebispo de Braga. D. Jorge Ortiga foi o principal impulsionador e promotor da candidatura do Santuário do Bom Jesus a Património Mundial da UNESCO, que é uma referência incontornável do panorama patrimonial e turístico a nível mundial, que em muito se deve ao trabalho e dedicação da que é considerada uma figura central do impulso da oferta turística de Braga nas últimas duas décadas. 
 

Veja aqui o percurso de D. Jorge Ortiga.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways