Na BTL falou-se de sustentabilidade

por: Leonor Maltez

Na BTL consciencializou-se o público sobre a sustentabilidade e o poder que ela tem na atracção de turistas

No maior evento de Turismo em Portugal priorizou-se a sustentabilidade através de conferências e palestras que visavam a melhoria do espaço ambiental e a reeducação de práticas amigas do ambiente.

Cada vez mais há que garantir uma aliança entre os sectores hoteleiro e turístico com o ambiente. Por isso realizou-se a 3ª (terceira) Conferência Smart and Green promovida pelas revistas Ambitur e a ambiente Magazine.

A conferência moderada por Gonçalo Rebelo de Almeida, consultor de Turismo, que teve como intervenientes: Pedro Azeitona, em representação da cadeia hoteleira do Vila Galé; Maria José Teixeira, project manager da Associação Hoteleira de Portugal; Louise Lijmbach da Booking e Elisabete Félix em representação do Turismo de Portugal.

Toda a conversa teve como foco o impacto que a sustentabilidade tem no sector hoteleiro e a importância de existirem ca da vez mais ações que a estimulem.

“Todos os anos fazemos um formulário para saber quais as preocupações dos clientes e mais de 76% afirma querer realizar nos próximos 12 meses uma viagem mais sustentável.”, afirmou Louise Limbach.

A sustentabilidade tem-se mostrado um dos temas mais atuais. Durante a conferência debateu-se o facto de os hotéis serem mais atractivos quando se aliam à sustentabilidade.

Carlos Abade, Presidente do Turismo de Portugal afirmou que, “A sustentabilidade é um processo contínuo. O objectivo até 2027 é levar Portugal a destino mais sustentável do mundo.”

A segunda parte da conversa teve como moderador Miguel Eiras Antunes, líder mundial da prática de Smart City, Smart Nation & Local Government da Deloitte, que partilhou o palco com Andreia Ramos, representante da ANA Aeroportos de Portugal; Maria João Calha da TAP, José Lopes da Easyjet e Eduardo Cabrita da MSC Cruzeiros.

Aqui foram apresentados os objectivos das empresas em destaque e quais as acções em prática para os atingir.

“O desafio da TAP é a descarbonização e à um longo caminho a percorrer, estamos a tornar a nossa cabina mais sustentável, o peso em excesso já está a ser descartado e a nossa frota de autocarros é, maioritariamente movida a electricidade.”, afirmou  Maria João, representante da TAP.

Durante o debate chegou-se à conclusão de que a sustentabilidade é presente e futuro e só através dela se poderá atrair mais turistas, pois esta temática tem sido crucial na atracção de clientes que cada vez mais se preocupam com o meio ambiente.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways