VisitPortugal Conference ’24 abre portas a vários países e ideias futuristas de internacionalização

por: Sarah Silva
VisitPortugal Conference ’24 abre portas a vários países e ideias futuristas de internacionalização
O Turismo PT

O Turismo de Portugal, organizou a conferencia, juntando vários países para debates e intervenções acerca dos mercados internacionais, o futuro do turismo em relação às novas tecnologias e à economia.

António Costa Silva, ministro da Economia e do Mar, foi quem procedeu à sessão de abertura. Afirma, que "o evento tem como principal objectivo ver quais os segmentos que estão em crescimento e como é a sua contribuição para o país". A literatura, o enoturismo e a natureza foram as principais tendências abordadas.

Ainda nesta primeira secção, falou-se na capacidade de internacionalização das empresas com o conhecimento dos mercados internacionais como um dos factores mais importantes para a ascenção do sector. Houve críticas em relação ao marketing para a criação de marcas globais. Portugal tende a desvalorizar os próprios produtos, para haver maior reconhecimento internacional é necessário o investimento nesse tipo de marketing.

Foram 25 mil milhões de euros, em termos de receitas no sector, 19% acima de 2022. Em relação a dormidas, os rendimentos foram de 77 milhões de euros. A nível de hóspedes, 30 milhões de euros, 11% a mais comparativamente a 2022. As receitas apresentam o crescimento do sector, referido no discurso de abertura.

Segundo o governante, o turismo em Portugal está a funcionar em prol da economia local, há a exploração de outras cidades tirando Lisboa e Porto, valoriza-se, também o interior. Isto acaba por favorecer outros sectores como: os transportes, a restauração, a gastronomia e o enoturismo que acabam por embarcar no crescimento.

A sustentabilidade e a crise climática foram, também, um dos temas protagonistas, citado por vários convidados mediante as consequências futuras que poderão influenciar negativamemnte o sector. Além do turismo literário, para aqueles que através da escrita, despertam a curiosidade de embarcar nos caminhos de Saramago.

Entre troca de ideias e conhecimentos dos oradores convidados, foram citadas as adaptações do turismo às novas tecnologias e inteligência artificial. Existem agora, no mercado, ferramentas que permitem visualizar cidade e espaços de forma realista através do Meta Quest O turismo virtual já é uma tendência em países como a Coreia, funciona principalmente para cidades que não podem ser visitadas pessoalmente. Mas Inês Queiroz , Directora do Turismo de Portugal no Japão, afirma que japoneses e coreanos “vivem no futuro tecnológico, mas valorizam o passado” isto é, não permitem que a tecnologia absorva todo o seu tempo.

RIU Hotels & Resorts

Amsterdam City Card

Etihad Airways