FESTin já arrancou

FESTin já arrancou
Jornal i - SAPO

O FESTin - Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa arranca hoje, 17/11, no Cinema São Jorge, com a exibição de duas longas inéditas em Lisboa.

O Festival, que já está na sua 12ª edição, terá cinco dias com sessões presenciais na capital portuguesa e sete dias com exibições online gratuitas na plataforma festinon.com.

A abertura oficial será com o filme ‘Jesus Kid’, do premiado realizador brasileiro Aly Muritiba. A longa é uma paródia com teor crítico da actualidade política brasileira. Também no dia 17, no Cinema São Jorge, teremos outro filme premiado: ‘A Mulher Sem Corpo’, drama social do realizador português António Borges Correia, que estará presente na sessão junto com o elenco do filme para conversar com o público.

No dia 18, o FESTin sai da Avenida da Liberdade e vai para um dos bairros mais tradicionais de Lisboa, Alvalade. No Cinema City Alvalade, o Festival exibe, ao longo da semana, sempre no horário das 19h20, mais quatro obras, todas inéditas em Portugal.

Duas das sessões em Alvalade terão a presença dos realizadores. O pernambucano Marcelo Brennand traz na longa ‘Curral’ o tema da fragilidade do sistema eleitoral nas pequenas cidades, onde predomina a troca de votos por serviços básicos como o fornecimento de água. Com Thomás Aquino (Bacurau) no elenco, a longa recebeu prémios de Melhor Filme e Melhor Actor em festivais norte-americanos. Diego Rocha, realizador brasileiro radicado em Londres, apresenta em Lisboa a sua longa ‘A Queda’, drama sobre a investigação policial de um fotógrafo forense, que se depara com os dilemas do avô (Gracindo Júnior).

O City Alvalade recebe ainda mais duas sessões de filmes imperdíveis ‘Medida Provisória’, primeira longa do aclamado artista brasileiro Lázaro Ramos, que traz um Brasil distópico, com uma "medida de reparação social" que retrata o racismo estrutural dessa sociedade. Com a premiada actriz Dira Paes, está também no Alvalade a longa ‘Pureza’, de Renato Barbieri, inspirada em factos reais sobre uma mãe em busca do filho desaparecido em um garimpo na região brasileira do Pará.

Para os que não puderem deslocar-se a Lisboa, podem sempre acompanhar o FESTin através da plataforma festinon.com. Para isto basta registar-se no website e assistir aos 45 títulos de diversos países, disponíveis para os nove territórios de língua e expressão portuguesa.

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade