UNWTO, Panamá e NOAH apoiam uma neutralidade climática no Turismo

UNWTO, Panamá e NOAH apoiam uma neutralidade climática no Turismo
NOAH ReGen

As três instituições apoiam a criação de um fundo das Nações Unidas, com o objectivo de reverter a situação preocupante das alterações climáticas.

No âmbito da Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas COP26, foram desenvolvidos acordos entre a Organização Mundial do Turismo (UNWTO), o Governo do Panamá e o grupo empresarial NOAH, com o intuito de estabelecer a implementação do Fundo das Nações Unidas para o Turismo Neutro Climático. Este é um instrumento de financiamento inovador promovido pela UNWTO para responder aos problemas relacionados com a emergência climática.

Com este acordo, o Panamá retifica a sua liderança climática e os seus esforços para conservar e regenerar a natureza, ao mesmo tempo que desencadeia um crescimento económico, através de um turismo que beneficia as comunidades locais. O Panamá é um dos três únicos países do mundo com emissões negativas de carbono, ou seja, absorve mais gases com efeito de estufa do que emite.

"Estes projectos reflectem o compromisso da UNWTO em acelerar a descarbonização do sector", disse o Secretário-Geral da Organização, Zurab Pololikashvili. O próprio salientou que este é um exemplo de sucesso baseado na cooperação entre "o sistema da ONU, organizações internacionais, Estados membros da Organização Mundial do Turismo e o sector privado em geral.”

Relativamente a iniciativas concretas, a NOAH irá elaborar um estudo em coordenação com o Ministério do Ambiente para estimar as reservas de "carbono azul" em mangais e ervas marinhas nas áreas protegidas do Panamá, bem como as reservas de carbono em zonas húmidas.

Pela sua parte, o fundador da NOAH, Frederic Degret, confirmou que "para articular este grande projecto, o Panamá acolherá a sede internacional de um Mercado de Troca de Carbono Inteligente, tal como acordámos no Memorando de Entendimento assinado entre a UNWTO e a NOAH".

RIU Hotels & Resorts

#EstamosON

Artigo de Opinião

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade