António Costa espera que a Web Summit possa ser "o ponto de partida para um futuro melhor"

António Costa espera que a Web Summit possa ser "o ponto de partida para um futuro melhor"
Reuters

O primeiro-ministro espera que a Web Summit, que começou hoje em formato digital, seja o ponto de partida para a construção de um futuro melhor no pós-pandemia, exortando à partilha de conhecimentos e experiências.

Numa mensagem pré-gravada e divulgada na abertura daquela cimeira, que decorre até sexta-feira, António Costa enalteceu o valor da "partilha de conhecimento e de experiências" para que, colectivamente, a sociedade possa enfrentar os desafios e do futuro, em particular no pós-pandemia.

António Costa disse que "o mundo pós-pandémico será diferente. E cabe-nos assegurar que será melhor", manifestando a expectativa de que a Web Summit possa ser "o ponto de partida para um futuro melhor".

O primeiro-ministro considerou que o "ano de 2020 é um ano de pandemia, mas é também o ano em que Portugal entra na 'liga dos campeões' da inovação".

O chefe do Governo sublinhou que "o ano em que, mesmo antes do início da pandemia, Portugal lançou o plano de acção para a transição digital visando a capacitação digital das pessoas, empresas e organismos do Estado".

O ano de 2020 é, frisou, o ano em que o país escolheu a aposta na "inovação e digitalização", que procura equilibrar "economia e necessidades sociais".

Ainda de acordo com o primeiro-ministro, 2020 é o ano em que Portugal "registou 14% de aumento no número de estudante nas áreas de investigação e tecnologia".

O Ministro da Economia e Transição Digital disse: "Por favor, envolvam-se mais nas decisões que afectam a vossa cidade, o vosso país. Sejam cidadãos com espírito crítico”.

Pedro Siza Vieira salientou que “temos muitas pessoas a lidar com tecnologia digital que há uns meses atrás diriam que não conseguiriam fazê-lo". Mas entretanto comentou que “Portugal tinha um nível baixo de comércio electrónico e de pagamentos electrónicos comparativamente à União Europeia e vimos, nestes meses, que os níveis de e-commerce atingiram valores semelhantes aos da Europa”. E, acrescentou, “60% das PME do retalho já estão on line, têm vendas digitais

O governante sublinhou que acredita “que um dos efeitos desta pandemia é o reconhecimento da importância das competências digitais no mundo do trabalho”, referindo o objectivo de formar e criar novas competências neste campo às pessoas com mais de 35 anos.

Para o ministro o futuro trará “novas tendências, com mais economia digital, mais sociedade digital” e de regresso “ao normal”. Uma vez que todos “estamos ansiosos para voltar a sair, ir a restaurantes, viajar, passar tempo fora de casa, ir a espectáculos. Os concertos e os festivais vão voltar em força", diz.

A Web Summit, considerada uma das maiores cimeiras tecnológicas do mundo, realiza-se este ano totalmente on-line com "um público estimado de 100 mil" pessoas.

Para o co-fundador do evento, o irlandês Paddy Cosgrave, o próximo grande desafio será trazer "100.000 pessoas a Lisboa", o que só acontecerá "em 2022 ou 2023".

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade