Movimento #SalvarOturiSmo pretende dialogar e contribuir com medidas que realmente façam sentido

Movimento #SalvarOturiSmo pretende dialogar e contribuir com medidas que realmente façam sentido
Divulgação

O Movimento - SalvarOturiSmo, agendou três manifestações para a próxima quinta feira, dia 03 de Dezembro às 15:00 simultaneamente no Porto, em Lisboa e Faro

O porta-voz do Movimento #SalvarOturiSmo refere, em comunicado, que é necessário "iniciar o diálogo quanto antes, queremos contribuir com a identificação das medidas que realmente façam sentido e que irão permitir servir como tábua de salvação para todo um sector".

Tiago Duarte André salienta que pretendem "evitar o colapso deste tecido empresarial, de um número elevadíssimo de postos de trabalho, e de um sector de actividade que é vital para a Economia do nosso país".

O responsável recorda que "em 2019 contribuímos em 15% para o PIB", pelo que o que pedem neste momento "é muito inferior quando comparado com o que pagámos de impostos ao longo desta última década". Acrescentando que será "uma fartura muito mais pequena, quando comparado com o custo que o país terá de pagar se estas empresas e postos de trabalho desaparecerem".

Tiago Duarte André frisa que só pedem aquilo que já "tenhamos já pago em impostos, e que não queiramos voltar a pagar no futuro". No entanto, para que isso se torne possível, segundo os membros do Movimento #SalvarOturiSmo, "precisamos de sobreviver a este Tsunami Financeiro e de medidas que sejam realmente eficazes e com aplicação no imediato!!"

 

Propõem como medidas para a globalidade do sector do turismo:

1) Layoff simplificado até Setembro de 2021, para empresas com quebras > 35%;

2) Redução do IVA em 50% até Setembro de 2021, para empresas com quebras > 35%;

3) 20% da quebra de facturação em Apoios a Fundo Perdido, sendo utilizado 50% desse valor para compensar a perda de rendimentos dos trabalhadores;

4) Isenção na TSU dos sócios-gerentes até Setembro de 2021;

5) Isenção do Pagamento por Conta e Pagamento Especial por conta no ano 2020;

6) Outras medidas específicas para certos subsectores e ENIs (Seguros, Taxas, Rendas, Subsídios)

Tiago Duarte André sublinha que "vamos respeitar na integra as normas da Direcção Geral da Saúde em vigor, escolhemos os espaços mais amplos e mediáticos das principais cidades, e vamos ter todas as condições para fazer deste dia, um dia de afirmação Nacional".

Os locais de concentração serão dia 03 de Dezembro às 15:00, na Av. dos Aliados do Porto; Na Praça do Comércio de Lisboa e na Doca de Faro.

O Movimento SalvarOturismo foi criado com o objectivo de coordenar esforços na defesa dos direitos do sector do Turismo.
Como o trabalho também é essencial à vida, a gestão desta crise pandémica tem de ser conjugada com medidas concretas que permitam manter viva a nossa Economia.

#EstamosON

Corona - Covid19

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Actualidade